segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Será que volta a escala escrava? Fim da escala 24x72


Segundo psicólogos da Organização Internacional do Trabalho (OIT) a escala 24 x 96, com sua variação 24 x 72 com 1 folga, é a mais indicada para profissionais do Sistema Prisional devido aos seguinte fatores:



Péssimas condições de trabalho em que atuam esses profissionais, local insalubre, excesso de carga emocional e grande periculosidade, sendo o sistema prisional comparado a um barril de pólvora prestes a explodir.

Atualmente cerca de 85% dos estados do Brasil adotam a escala 24x72 como a padrão, comprovando assim seu bom funcionamento, inclusive, é a melhor escala para lidar com o problema de baixo efetivo.

A pouco tempo, Minas vem testando essa escala em alguma unidades, comprovando  melhor a eficiência no trabalho: diminuição de atestados médicos, aumento do efetivo noturno, diminuição do quantitativo de deslocamento ao trabalho trazendo alívio financeiro ao agente, maior tempo de descanso entre um plantão e outro, equalização do serviço prestado entre equipe diurna e noturna, etc.

Agora, com a implantação do novo modelo de ponto eletrônico nas unidades pela SEPLAG, esta escala corre o risco de acabar, tudo por falta de resolução que a regulamente.

Será mesmo necessário tirar desses profissionais essa conquista ? O que falta para que se regularize essa modalidade ? Falta de bom senso ? Falta de vontade política ? A quem interessa manter longe de Minas tal benefício a classe ?? O sistema mineiro ficará, novamente, calado e atrás dos demais estados ??

O RETROCESSO JÁ COMEÇOU!!!