terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Escolhas de Zema para o governo têm provocado insatisfação entre integrantes do Partido Novo

Gil Leonardi/Imprensa MG
Por Edilene Lopes


As renomeações de cargos de chefia da gestão de Fernando Pimentel (PT) e a participação de ex-secretários do PSDB no governo de Romeu Zema têm provocado insatisfação e mal-estar entre integrantes e apoiadores do Partido Novo que são contrários às escolhas do governador, de acordo com informações de bastidores.


A escolha de Custódio Mattos para a secretaria de governo, a consultoria de Renata Vilhena para a reforma administrativa e as reuniões de Danilo de Castro no Executivo estão deixando a situação tensa entre filiados da legenda do governador. Soma-se a isso a possível definição do tucano Luiz Humberto Carneiro, que ficou à frente da gestão de Antonio Anastasia (PSDB), como líder de Zema na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Nos últimos dias, tem sido assunto entre políticos a possibilidade de o deputado Bernardo Bartolomeu, o Bartô do Novo, deixar a base de Romeu Zema logo depois da posse. Ele é um dos três integrantes do partido na Assembleia. Procurado pela reportagem da Itatiaia, o deputado deixou claro que está insatisfeito, mas preferiu não entrar em detalhes e nem gravar entrevista.