quarta-feira, 25 de julho de 2018

NOVA MODALIDADE DE TPB "SEMI PRESENCIAL" VEM CONQUISTANDO OS MILITARES


O novo formato do Treinamento Policial Básico (TPB), implantado nesse biênio (2018-2019), vem conquistando a aprovação da tropa. Agora parte das disciplinas são vistas presencialmente e outra parte na modalidade de Ensino à Distância (EAD), inclusive a avaliação. 

Além disso, o novo formato diminuiu o tempo de permanência dos militares na Academia, disponibilizando mais rapidamente o militar para sua rotina na Unidade.

COMO FICOU O TPB

O novo TPB é divido dentro da semana em duas turmas, sendo uma de segunda (chamada às 7:15h) à quarta-feira (liberação às 12:30h), e a outra de quarta (chamada 12:15h) à sexta-feira (liberação às 16:40h).

Nesse novo formato apenas as provas de tiro policial, defesa pessoal e avaliação física são feitas na modalidade presencial sendo as demais avaliadas à distância, através de uma prova de múltipla escolha disponibilizada após o acesso e leitura ao conteúdo das disciplinas obrigatórias (Prontosocorrismo Policial e Tecnologias de Apoio à Atividade Operacional), no próprio sistema da intranetPM. A prova pode ser realizada, inclusive, com a consulta ao Guia de Treinamento do TPB, que pode ser baixado na própria plataforma intranetPM, disponível na pasta de todas as disciplinas.

Esse biênio (2018-2019) as disciplinas estudadas são: 
* Abordagem a Veículos;
* Atividade Prática Interdisciplinar;
* Atuação Preventiva e Visibilidade;
* Defesa Pessoal (EAD);
* Medidas de Autoproteção;
* Procedimento Legais;
* Prontosocorrismo Policial;
* Treinamento com Arma de Fogo (TCAF); e
* Tecnologias de Apoio a Atividade Operacional.



TESTE FÍSICO

A Avaliação Físico Militar é uma das disciplinas presenciais do TPB e também apresenta mudanças interessantes. Agora o militar pode ser dispensado da avaliação de algumas das modalidades de teste, como a barra, a corrida ou a abdominal, desde que seja justificado pelo médico da Unidade do militar quando do controle fisiológico. Dessa forma, por exemplo, se o militar dispensado da barra, por apresentar problemas no ombro, ele fará a corrida e a abdominal normalmente, valendo a média das notas dessas duas modalidades como nota final na disciplina (Avaliação Físico Militar). 


DEFESA PESSOAL MILITAR

Na disciplina de Defesa pessoal não existem mais aulas presenciais, o que é uma grande mudança em comparação com aos biênios anteriores. Antes haviam aulas de defesa pessoal, com um professor ensinando técnicas de imobilização, algemação, defesa e ataque.  Agora as aulas são disponibilizadas através de vídeos com a demonstração das técnicas e há uma avaliação (prova) presencial, em que são cobradas as técnicas ensinadas nas vídeo-aulas. A prova prática tem o valor de 2 pontos. Há a previsão de trinamento antecipado pela Unidades antes que os militares sejam escalados para o TPB, porém alguns militares relataram que isso não vem ocorrendo.



TIRO POLICIAL

A disciplina Tiro Policial é composta de uma parte presencial de treinamento em sala de aula, quando são repassados os fundamentos de tiro, os procedimentos adotados no estande de tiro e a forma de avaliação da prova prática. A prova prática é bem tranquila, com 10 disparos efetuados a uma distância de 5 metros e outros 10 disparos efetuados à distância de 15 metros, em pé e ajoelhado, atrás da barricada. 



VOLTA AO SERVIÇO NAS UNIDADES

24 horas após o encerramento do treinamento o militar é liberado para empenho normal na Unidade, ou seja, para os militares que terminarem o treinamento na quarta-feira às 12h30min, poderão ser empenhados no serviço normal à partir de 12h30min de quinta-feira. Porém, algumas Unidades têm liberado o militar na quinta-feira, voltando ao empenho apenas na sexta-feira. Isso proporciona ao militar a oportunidade de realizar a avaliação online na quinta-feira.


APROVAÇÃO DA TROPA

Em uma pesquisa informal realizada pelo Blog Polícia PELA ORDEM, os militares que já participaram do treinamento nesse biênio (2018-2019) aprovaram o novo formato do TPB.


ESTACIONAMENTO

A informação é de que foram disponibilizados algumas credenciais para os militares do TPB estacionaram na APM. Para os que não conseguirem a credencial ou não quiserem estacionar na APM, existe um estacionamento em frente ao Clube dos Oficiais (ao lado da Citerol) que cobra o valor de R$ 35,00 (trinta e cinco reais) pelos três dias de TPB.


PONTOS NEGATIVOS

Alguns militares afirmaram que um dos pontos negativos é o fato de não haver o treinamento prévio de defesa pessoal nas Unidades, sendo os militares submetidos a avaliação sem um preparo prévio. Relataram também que só tiveram acesso às vídeo-aulas de Defesa Pessoal no dia da prova e sugeriram a liberação dos vídeos para todos na IntranetPM.

Alguns poucos mencionaram problemas de acesso à plataforma, inclusive com a prova, porém informarem que levaram a situação ao conhecimento do TPB e imediatamente os problemas foram resolvidos.

Outros sugeriram que melhor seria se o TPB fosse realizado pelas Unidades de lotação dos militares, pois alguns que são lotados na 3ªRPM ainda consideram o gasto com deslocamentos e alimentação elevados.

Por se tratar de um "novo modelo" (muito recente ainda), algumas falhas surgirão, porém além de proporcionar uma economia aos "cofres do Estado", com redução dos honorários de aulas para os professores, traz economia também para os militares, com redução de gastos com transporte e alimentação, além do estacionamento. 

A modalidade EAD é uma tendência mundial e a PMMG não poderia ficar de fora!

Concurso da PM do Paraná tem 'masculinidade' como critério em avaliação psicológica

Homens e mulheres podem concorrer a 16 vagas para cadete. Edital diz que candidato 'não pode emocionar-se facilmente'; especialista...