quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Cinco detentos são hospitalizados após princípio de motim em Caeté

MOTIM CAETÉ

Os presos ficaram feridos durante a contenção e, também, após inalarem fumaça de colchões que foram queimados
Dois detentos inalaram fumaça de colchões queimados e outros dois ficaram feridos durante a contenção de um princípio de motim registrado na madrugada desta quinta-feira (25) no Presídio de Caeté, na região Central de Minas Gerais. 
Conforme a Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap), a confusão foi controlada pelos próprios agentes penitenciários, apesar da Polícia Militar (PM) ter sido acionada para dar apoio aos servidores da unidade prisional. 
"Presos da unidade atearam fogo em pedaços de colchão. Dois detentos inalaram fumaça e outros três se feriram durante a contenção. Os cinco presos foram encaminhados para a Santa Casa da cidade, mas já retornaram para o presídio e passam bem", diz a nota divulgada pela secretaria
Ainda de acordo com a pasta, o Registro de Eventos de Defesa Social (Reds) foi redigido pelos agentes penitenciários de Caeté e a direção-geral da unidade irá instaurar um procedimento interno para "apurar administrativamente o fato".