segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Segunda parcela será depositada ao longo do dia, diz governo de Minas

Cidade Administrativa

No fim do dia a Secretaria de Estado de Fazenda divulgará um balanço de quantos funcionários já foram pagos
A angústia de parte dos servidores do governo de Minas que ainda não haviam recebido a segunda parcela do salário de novembro, que deveria ter sido depositada no último dia 22, poderá chegar ao fim nesta segunda-feira (27). De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Fazenda (SEF), os depósitos acontecerão ao longo do dia. Esse foi o maior atraso já registrado desde que o governo de Minas começou a escalonar os vencimentos do funcionalismo, em janeiro de 2016.
Ainda conforme a pasta, no fim da tarde deverá ser feito um balanço que será divulgado à imprensa. Esta foi a terceira vez que a secretaria remarcou a data do pagamento. Na sexta-feira (24), foi informado que, “apesar do esforço em cumprir o organograma do calendário de pagamentos, atrasos vêm ocorrendo em função do fluxo de caixa insuficiente”.
A secretaria afirmou, ainda, que, até a semana pasada, 80% dos servidores do Executivo que recebem a segunda parcela do salário já tinham os valores depositados em conta. A terceira parcela, voltada para funcionários que ganham acima de R$ 6.000, está agendada para o próximo dia 30.
Os 20% de servidores que ainda não receberam a segunda parcela são, na maioria, aposentados e comissionados, que são deixados por último na prioridade da Fazenda. Os primeiros a serem pagos são os servidores da Polícia Militar e os da Secretaria de Fazenda, categorias que já ameaçaram fazer greve caso não tenham os provimentos depositados de acordo com o cronograma estabelecido pelo governo do Estado.
Servidores que estão entre os 20% a ver navios contaram à reportagem de O TEMPO os transtornos financeiros que enfrentam com a falta de compromisso com o salário. “Ainda não paguei a prestação do meu apartamento, que venceu no dia 24 de novembro. Já tinha jogado o vencimento mais pro fim do mês contando com os atrasos recorrentes, mas agora foi demais”, disse um funcionário que pediu anonimato.
Segundo o servidor, que pediu para não ter o nome da secretaria em que trabalha divulgado, todos os colegas de seu setor estão com o mesmo problema: “As pessoas têm prestações caras de casa e carro que não foram pagas”.
O Estado ainda não divulgou o cronograma do pagamento de dezembro e já avisou que não sabe como pagar o 13º salário do funcionalismo. Em 2016, o benefício foi parcelado. 

407 novos Sargentos na PMMG! Que Deus proteja vocês! Parabéns!

Na manhã desta quinta-feira (7), foi publicado o ato de promoção dos 407 novos Sargentos da Polícia Militar de Minas Gerais. A solenidad...