segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Menor é assassinado por colegas de cela em centro socioeducativo

AJL0100_2.jpg

A vítima, de 17 anos, foi enforcada por outros quatro adolescentes que usaram uma corda improvisada com pedaços de um cobertor
Enquanto cumpria pena no Centro Socioeducativo Dom Bosco, no bairro Horto, na região Leste de Belo Horizonte, um adolescente de 17 anos acabou assassinado por colegas de cela na madrugada desta segunda-feira (27). 
Era por volta das 2h20 quando a Polícia Militar (PM) foi acionada pelos agentes socioeducativos na unidade, que fica na avenida dos Andradas. Eles relataram que houve um princípio de tumulto na cela 37 do núcleo 3 e, ao chegarem ao local, viram quatro menores em cima da vítima, dois de cada lado. 
Os suspeitos estavam puxando uma corda, improvisada com pedaços de lençol, que estava enrolada no pescoço do adolescente. Os agentes socioeducativos invadiram o recinto imediatamente, porém, a vítima já estava sem vida. 
A perícia da Polícia Civil (PC) foi acionada e fez os levantamentos iniciais, liberando o corpo que foi removido ao Instituto Médico-Legal (IML) de Belo Horizonte. Os suspeitos, sendo três garotos de 16 anos e um de 17, foram contidos e encaminhados para a Delegacia Especializada de de Orientação e Proteção ao Adolescente (Dopcad) sob responsabilidade dos agentes.
O caso será investigado. Ainda não há informação sobre o que teria motivado o assassinado.

RESPOSTA

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) foi procurada por O TEMPO e esclareceu que, ainda na noite de domingo (27), houve um início de tumulto no Centro Socioeducativo, por volta das 23h, ocasionado por "divergências de opiniões religiosas". "O quadro evoluiu quando alguns jovens atearam fogo em colchões em um dos alojamentos. Os agentes passaram o início da madrugada tentando conter a confusão", lembra a pasta. 
Por volta das 2h40 os agentes perceberam um novo tumulto, desta vez em outro núcleo da unidade. Ao chegarem na cela, eles encontraram os quatro internos enforcando o adolescente de 17 que ficava no mesmo alojamento que eles. 
"A Subsecretaria de Atendimento Socioeducativo (Suase), da Secretaria de Estado de Segurança Pública, está apurando o ocorrido. A Sesp informa que os quatro adolescentes já foram encaminhados para o Centro Integrado de Atendimento ao Adolescente Autor de Ato Infracional (CIA-BH). Todos os trâmites jurídicos sobre o caso estão sendo realizados. Um inquérito foi instaurado para apurar as circunstâncias do fato", conclui a secretaria.

407 novos Sargentos na PMMG! Que Deus proteja vocês! Parabéns!

Na manhã desta quinta-feira (7), foi publicado o ato de promoção dos 407 novos Sargentos da Polícia Militar de Minas Gerais. A solenidad...