sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Assaltante escolhe carro em concessionária e rouba durante test drive

roubo concessionária

O suspeito roubou um Ford Fiesta que estragou em frente à loja, decidindo então oferecer o veículo roubado como entrada e "levar" um carro novo
Após o carro que havia roubado dar defeito em frente à uma concessionária de veículos de Sabará, na região metropolitana de Belo Horizonte, um ladrão de 34 anos resolveu entrar na loja, escolheu uma caminhonete e, durante o test drive, anunciou o assalto e levou o veículo. O caso foi registrado nesta quinta-feira (23), mas a ocorrência se desdobrou até a madrugada desta sexta-feira (24), quando outros integrantes de uma quadrilha especializada em roubos de veículos acabaram detidos.
Conforme a Polícia Militar (PM), o suspeito roubou um Ford Fiesta em Belo Horizonte e, quando estava próximo à concessionária, o carro deu defeito. Com isso, o homem resolveu se passar por cliente, inclusive oferecendo o carro roubado como entrada na negociação por uma Ford Ranger. Durante a viagem de teste, o ladrão colocou a mão na cintura e anunciou o assalto, mandando o vendedor que o acompanhava descer.
A PM foi acionada e houve perseguição. Próximo ao Motel Cavalo Branco, o assaltante entrou em uma rua de acesso ao bairro Alvorada, perdeu o controle da direção e bateu em uma cerca. Ele fugiu e entrou numa casa, onde se escondeu debaixo de uma bancada, ao lado do botijão de gás, e foi localizado e preso. Ele estava com uma faca na cintura. Segundo testemunhas, havia um carro de cor escura dando cobertura para o assaltante, que não foi localizado pela PM.
Rogério informou que havia roubado o Ford Fiesta na Rua Jacuí, em Belo Horizonte, e que o carro deu defeito justamente em frente à concessionária, em Sabará, quando teve a ideia de escolher um carro na loja para roubar. Ao ser preso, o suspeito apresentava escoriações, devido ao choque do carro contra a cerca, e reclamou ser asmático e que estava sem a bombinha para respirar, além de reclamar de dores na costela. Ele foi socorrido na UPA de Sabará.
Durante as buscas, o telefone celular do assaltante tocou e os PMs escutaram a conversa dele no viva voz com um rapaz de 22 anos, querendo saber do carro que ele iria “esfriar”. O comparsa do homem preso disse, ainda, que iria deixar uma pistola com o homem para ele fazer os “corres”, gíria usa para cometer assalto. Com isso, a dupla marcou um encontro.
Os PMs solicitaram reforço e foram para a rua Sete, em Lagoa Santa, também na grande BH, onde acharam um veículo preto com dois ocupantes, sendo o rapaz que conversou com o preso no telefone e o irmão dele, de 28 anos, que também faz parte da quadrilha, segundo a PM.
O suspeito mais novo confessou que rouba carros junto com o primeiro preso e que estava naquele local esperando pelo comparsa para receber dele o carro que seria “esquentado”. Ainda de acordo com a PM, o jovem também confessou ter prometido uma pistola para o comparsa. Ele forneceu ainda o nome de outro suspeito, de 32 anos, apontado como fornecedor de armas para a quadrilha.
Ainda durante a conversa com os policiais, o preso mais jovem relatou que este fornecedor de armas morava com o pai e que este havia recebido uma grande quantidade de dinheiro e que pretendia roubar o pai do comparsa. Também disse que entrou no crime por influência do irmão mais velho, que estava com ele, e que o irmão saberia informar o endereço do homem das armas.

IRMÃO

O suspeito de 28 anos, segundo a PM, confessou que faz “tretas” com o homem que roubou o carro na concessionária e que estava aguardando a Ford Ranger para “esquentá-la”. Confessou, ainda, ter roubado um Meriva com ele no mês passado. Ainda de acordo com a PM, o homem informou que o primeiro preso na ocorrência tem um sítio onde são deixados os carros roubados, sendo que o fornecedor de armas trabalha lá como porteiro.
Os militares foram a São José de Almeida e encontraram o pai do suspeito que era procurado, de 58 anos, que confirmou conhecer os três presos. O senhor levou os militares a um quarto, onde foi apreendido um revólver calibre 32 e outra arma de fabricação caseira. O pai passou ainda o endereço do apartamento do filho, no bairro Prado, região Oeste de Belo Horizonte, onde a PM achou uma espingarda calibre 44, um revólver calibre 32 e munições no armário do quarto. O homem foi preso e admitiu que conhecia os demais envolvidos, mas negou fornecer armas para eles.
FOTO: PMMG / DIVULGAÇÃO
roubo concessionária
Quadrilha era especializada em roubo de veículos
Os veículos foram removidos e todos os presos levados para a Delegacia da Polícia Civil de Sabará, onde foram autuados por crimes diversos.

407 novos Sargentos na PMMG! Que Deus proteja vocês! Parabéns!

Na manhã desta quinta-feira (7), foi publicado o ato de promoção dos 407 novos Sargentos da Polícia Militar de Minas Gerais. A solenidad...