segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Cidade Nova é palco de tiroteio e correria em briga generalizada

AJL164.jpg

Moradores do bairro se assustaram com os barulhos de tiro, os gritos de socorro e som de veículos em alta velocidade e lotaram o 190 de ligações
Moradores da rua Doutor Júlio Otaviano Ferreira, no bairro Cidade Nova, na região Nordeste de Belo Horizonte, tiveram mais uma madrugada tensa nesta segunda-feira (23) por causa de várias ocorrências policiais dentro e fora da casa de show Harmonia Butiquim. Semana passada, o motorista da Uber e uma passageira foram baleados por homens armados na saída da mesma casa noturna.
A confusão desta segunda começou por volta das 2h, dentro do estabelecimento. A cliente Bruna Fernanda Canguçu Freitas, de 29 anos, disse ter sofrido uma garrafada na cabeça e foi socorrida no Hospital de Pronto-Socorro João XXIII (HPS). A acusada pela agressão, Karine Alcântara Fortuna, de 22 anos, disse à PM que tropeçou na garrafa e não sabe como ela foi parar na cabeça da vítima. Karine foi levada para a Central de Flagrantes (Ceflan 1) para ser ouvida.
Por volta das 4h, houve uma briga envolvendo dois homens na saída da casa noturna. Giovanni Antônio dos Santos Amaral, de 31 anos, foi preso depois de brigar com Philippe Jonathan Lopes da Conceição, de 23, e acusado de ameaçá-lo com uma pistola calibre 380, que não foi localizada pela PM. Giovanni também é acusado de tentar roubar o celular e a chave do carro de Philippe.
Já Philippe é acusado de tentar atropelar com seu carro três mulheres que estavam com Giovanni. O carro teria esbarrado em uma delas, que sofreu escoriações leve na perna e dispensou atendimento médico.
Medo dos moradores
Moradores da rua disseram ter escutado disparos de tiros. Um veículo não identificado subiu na calçada e danificou a grade do prédio onde mora a esteticista Luciana de Paula Soares Neto, de 43 anos. Ela disse ter escutado três disparos de tiros.
“Tenho um filho de sete anos e um bebê de sete meses. Ninguém conseguiu dormir nada de madrugada com o barulho. As pessoas ficam fazendo sexo dentro dos carros e cheirando drogas no capô dos carros”, reclamou.
Confusões constantes
O tenente da 23ª Companhia do 16º Batalhão da PM, Paulo Silas, disse que apenas dois boletins de ocorrência foram registrados, um pela tentativa de roubo do celular e da chave do carro de Philippe, que tem como autor Giovanni, e a outra ocorrência pela agressão à cliente que sofreu um golpe de garrafa na cabeça.
O tenente pede aos moradores da rua que registrem as demais ocorrências.
Segundo os moradores, todo fim de semana há confusão na porta da casa noturna. Na segunda-feira da semana passada, um carro da Uber com o motorista e cinco passageiros foi interceptado por dois carros na avenida Cristiano Machado, logo depois de deixar a casa de show Harmonia Butiquim, e homens armados dispararam vários tiros.
O motorista da Uber, Hugo Leandro Pires, de 26 anos, levou um tiro na cabeça e outro na perna. A passageira Marcela Cristiane Silva, de 19 anos, foi baleada na perna. Os dois foram socorridos no HPS.
Posicionamento da casa
A reportagem esteve na Harmonia Butiquim na manhã desta segunda-feira e ela estava fechada. Também tentou contato com a casa noturna, por telefone, e não conseguiu. 

Governo de Minas admite que ainda não tem dinheiro para pagar o 13º dos servidores neste ano

Em entrevista exclusiva à Rádio Itatiaia, o secretário de Planejamento de Minas Gerais, Helvécio Magalhães, afirmou que a prioridade do go...