quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Concentrado na selfie, adolescente não vê trem e morre atropelado

Trem Vitória a Minas

O menino estava com um amigo de 15 anos que contou que a vítima tinha fumado maconha antes do acidente
A desatenção de um adolescente de 17 anos ao fazer uma selfie terminou em morte em Governador Valadares, no Rio Doce. O estudante Sérgio Augusto Rebelo de Aguiar, de 17 anos, fazia a foto na linha férrea, em local conhecido como Pontilhão de Derribadinha, quando acabou morrendo atropelado na tarde desta quarta-feira (9). Ele estava tão concentrado na selfie que não percebeu o trem chegar na Estrada de Ferro Vitória a Minas.
De acordo com a Polícia Militar, a vítima estava junto com outro adolescente, de 15 anos, na altura do KM 314 da linha férrea. Esse amigo contou para os militares que a vítima tinha fumado maconha antes do acidente. Uma pequena porção da droga foi encontrada próxima ao local do atropelamento. No bolso da vítima ainda havia seda e um colírio.
O maquinista, segundo a polícia, contou que estava no sentido Vitória / Belo Horizonte quando após uma curva à direita percebeu que há 300 metros havia duas pessoas na linha férrea. Ele chegou a acionar a buzina e o sistema de freios emergencial do trem, uma pessoa saiu da linha, mas o menino acabou permanecendo na linha férrea.
Ainda, segundo o maquinista, após várias buzinadas, o estudante tentou sair da linha quando a locomotiva chegou muito perto dele, porém ele não conseguiu e acabou atropelado pela locomotiva. Ele ainda caiu de uma altura de 10 metros.
O amigo confirmou o que foi dito pelo maquinista e contou ainda que tentou chamar a vítima, mas Aguiar estava concentrado na foto e não deu atenção para ele. A perícia da Polícia Civil esteve no local do acidente e o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico-Legal (IML) de Governador Valadares.
Por causa do acidente, o trem precisou ficar parado por cerca de duas horas. Por meio de nota a Vale, responsável pelo trem lamentou ocorrido e disse que o socorro foi prestado imediatamente. “A Vale lamenta informar que nesta quarta-feira, dia 9 de agosto, por volta das 13 horas, uma pessoa foi atingida por uma composição ferroviária em Derribadinha (MG), região próxima a Governador
Valadares, quando encontrava-se sobre a ferrovia, em local não autorizado à circulação de pedestres. Equipes de socorro e autoridades policiais foram imediatamente acionadas para tomar as providências cabíveis, mas a pessoa não resistiu aos ferimentos e morreu no local”, escreveu a empresa por nota.
Ainda de acordo com a Vale o maquinista seguiu todos os procedimentos de segurança, alertando com buzina e faróis e acionando os freios de emergência. “Cabe ressaltar que, em virtude da inércia, um trem pode percorrer centenas de metros além do local onde foram acionados os freios de emergência antes de parar totalmente”, diz a nota.
A Vale ressaltou ainda que a convivência segura com a ferrovia depende de procedimentos simples “que devem ser observados por todos, maquinistas e comunidades. Frequentemente, a empresa realiza ações de conscientização nos municípios localizados ao longo da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM), alertando sobre a importância de uma convivência segura e harmônica com a ferrovia.  A Vale reitera seu compromisso com a segurança de suas operações, bem como das comunidades ao longo da EFVM”, concluiu a nota.
Outro caso
No último dia 13 de junho, um menino de 4 anos também morreu fazendo uma selfie. Ele esbarrou o bastão que segurava o celular para a foto na fiação e acabou eletrocutado. A criança estava no terraço da sua casa, no bairro Vila Cruzeiro, na cidade de Lima Duarte, na Zona da Mata mineira quando o acidente ocorreu.

Câmara dos Deputados promove degustação de queijos mineiros

Evento foi articulado pelo presidente interino Fábio Ramalho (PMDB) e terá a participação do governador Fernando Pimentel (PT)