segunda-feira, 24 de julho de 2017

TJMG faz licitação para comprar até R$ 78 mil em flores, coroas e arranjos para sua sede

Resultado de imagem para dinheiro público indo pro ralo
O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) abriu licitação para contratar empresa especializada em fornecimento de flores naturais, arranjos, coroas e buquês. A estimativa de custo com esse serviço não está presente no edital, mas a Corte declarou que tem disponibilidade orçamentária de R$ 78,6 mil para investir nessa compra. No ano passado, o Tribunal contratou um serviço semelhante por R$ 70,2 mil.

O pregão eletrônico, de menor preço global, está marcado para ocorrer na quarta-feira. De acordo com o edital, o contrato é para atender a assessoria de comunicação do órgão e outros setores do TJMG na decoração dos eventos institucionais e no fornecimento de coroa de flores para velórios. A vigência do contrato será de 12 meses.

Em comparação com a licitação de compra de flores realizada no ano passado, que foi fechada por R$ 70,2 mil, o edital do tribunal previa a compra de 130 arranjos, o que saltou para 140 na licitação deste ano. Em contrapartida, o TJMG diminuiu em cinco unidades, cada, o número de coroas de flores e de buquês a serem adquiridos.

Neste ano, a Corte pretende comprar 20 coroas de flores de 1,8 m e cinco buquês de flores. O órgão também prevê a compra de quatro tipos de arranjos de flores. São 25 arranjos para mesa, outros 20 para aparadores e dois tipos de arranjos para chão, sendo 50 deles de 2 m x 0,9 m, e outras 45 unidades de 1,3 m x 0,9 m. O quantitativo, de acordo com a instituição, foi estimado pela média de eventos realizados no TJMG, nos últimos três anos. Segundo o edital, conforme for surgindo a necessidade, a Corte vai demandar da empresa vencedora esses itens.

As especificações do edital determinam que os arranjos e os buquês deverão conter três tipos de flores. Entre as flores naturais nobres estão rosas, lírios, orquídeas, tulipas e copos-de-leite. Já em relação às tropicais, há gérberas, estrelícias e bromélias, entre outras. Por último, o tribunal também pede para que a empresa forneça flores da época para atender os eventos do órgão ao longo dos 12 meses de contrato.

O documento do TJMG também prevê que a vencedora do certame deve fornecer folhagens, como murta e arbórea, para decoração; além de complementos, o que inclui fitas em cetim, embalagens em papel celofane ou em seda. Ainda de acordo com as especificações, os arranjos deverão ter, no mínimo, 20 flores e estar em perfeito estado de conservação. Já as coroas para velórios devem conter flores do campo, estrelícias, gérberas, rosas e folhagens.

Certame. Como o Aparte mostrou na última semana, está marcada para esta segunda-feira (24) outra licitação do Tribunal, que pretende adquirir 12 carros novos para o órgão. A disponibilidade orçamentária da Corte para essa compra é de R$ 724,6 mil. Os veículos, de acordo com o edital do pregão, de menor preço global, são para atender o deslocamento do corpo técnico do TJMG em missões institucionais. (Fransciny Alves)
O Tempo

Dez pessoas são presas durante operação de combate à criminalidade no Vale do Mucuri

Pelo menos dez pessoas foram presas, nesta sexta-feira (17), durante operação de combate à criminalidade no município de Malacacheta, no V...