sexta-feira, 7 de julho de 2017

Homem é preso por venda ilegal de passagens de ônibus no centro de BH

golpe onibus

A passagem era vendida por R$ 3,75, enquanto nas bilheterias do Move o preço praticado é R$ 4,05
A Polícia Civil de Belo Horizonte divulgou em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (7) a prisão de um homem suspeito de venda ilegal de passagens de ônibus, no centro de Belo Horizonte. Com ele foram apreendidos 249 cartões BHbus e Ótimo. A passagem era vendida por R$ 3,75, enquanto nas bilheterias do Move o preço praticado é R$ 4,05.
Essa prisão é o inicio de uma investigação que começou há um mês no combate a este tipo de golpe na região. O suspeito de 45 anos foi preso em flagrante, na última quarta-feira (5). Ele é suspeito de estelionato e receptação qualificada e foi preso na loja Estação do Disco, que ele usava como fachada há 5 anos, localizada na Praça da Estação, no centro da capital mineira.
De acordo com investigações, no local funcionava um esquema criminoso de venda ilegal de passagens do transporte público urbano. A loja foi fechada pela polícia. Segundo o delegado Rodrigo Damião, os titulares de cartão BHBus e Ótimo deixavam os vale-transportes com o homem na loja que descarregavam-os na catraca do MOVE e em até 20 dias os donos dos cartões voltavam e recebiam 45% do valor em dinheiro do crédito que tinha no cartão.
FOTO: MARIA LUCIA / WEB REPÓRTER
golpe cartão onibus
Suspeito espalhava cartazes e adquiria os créditos dos cartões
"Outros usuários do transporte público também procuravam pelo suspeito e pagavam a passagem no valor mais barato. Ele, então, ia com o usuário até a catraca, passava o cartão e retornava para a loja", explica.
Ainda segundo o delegado o suspeito pode pegar até 10 anos de prisão pelos crimes de receptação qualificada e estelionato. O trabalhador que faz este tipo de prática também pode ser enquadrado no crime de receptação simples.
"O crédito que está no cartão de vale-transporte do empregador, portanto, o empregado precisa saber que o uso indevido do valor é ilegal e pode dar demissão em justa causa", alerta. A investigação ainda está em andamento e outros pontos do centro de BH estão na mira da Polícia Civil.

Privatizações das Unidades Prisionais em Minas Gerais?

Após declarações polêmicas do Governador de São Paulo, João Dória, só se comenta sobre a possibilidade de privatizar o Sistema Prisional. ...