sexta-feira, 19 de maio de 2017

Polícias se unem para coibir assaltos no entorno da Ceasa

Comerciante mostra projétil que tirou da lataria da Kombi depois de ser persguido pelos bandidos na BR-040
Os constantes assaltos à mão armada e tentativas de roubos dentro e no entorno da Central de Abastecimento (Ceasa), em Contagem, na Grande BH, levaram as polícias Civil e Militar a se unirem para combater os criminosos. As duas corporações tentam identificar os bandidos que atuam na área.

A troca de informações entre elas é fundamental para as investigações, afirma o chefe do departamento da Polícia Civil de Contagem, Kleyverson Rezende. 
De acordo com ele, o trio preso na quarta-feira tentando roubar um motorista perto do entreposto era monitorado há três meses. “Tínhamos a informação de que aquele veículo estava sendo usado em assaltos por ali. Passamos a informação para a PM, o que facilitou a identificação e a prisão deles”. 
Kleyverson Rezende disse, ainda, que o mesmo carro, que é roubado, foi usado em pelo menos quatro roubos na área. Os investigadores apuram se apenas uma quadrilha age por lá ou se o mesmo veículo é utilizado por vários bandos, numa espécie de rodízio entre eles.
Dentre os três homens presos nesta semana, apenas um tinha passagem por tráfico e porte de arma. 
Desde janeiro, o Hoje em Dia vem mostrando a atuação de assaltantes no entreposto. Alguns ladrões agem até com violência contra as vítimas.
Em nota, a Ceasa informou que a delegacia que funcionará na unidade está pronta e será inaugurada em breve. Além disso, afirma que o espaço é seguro e que, “como qualquer local público, existem incidentes de segurança, mas estes são pontuais e prontamente reprimidos”.

Adalclever rejeita impeachment de Fernando Pimentel

Pedido foi feito pelo advogado Mariel Marra, que também tenta derrubar Temer