quinta-feira, 16 de março de 2017

Sete pessoas são presas por roubo a combustível, dois são policiais(DO RIO DE JANEIRO)

Material apreendido pelo polícia

Dentre os presos estão dois policiais militares do Rio de Janeiro, um cabo e um subtenente
A Polícia Civil prendeu sete pessoas em Barbacena, no Campo das Vertentes, nesta terça-feira (14), por  furto de combustível nos dutos da Transpetro/Petrobrás no o Distrito de Correia de Almeida (BR-040). Dentre os presos estão dois policiais militares do Rio de Janeiro, um cabo e um subtenente.
No local, seguranças da empresa de segurança privada (MIB) e parceiros da Polícia Civil abordaram cinco suspeitos de tentativa de furto de combustível. Sendo identificada, na prática da ação delituosa, a técnica "Trepanação", que consiste na ligação clandestina no duto para a retirada ilícita de combustível, prática comum na Baixada Fluminense, Rio de Janeiro
Próximo ao local, a equipe de policiais localizou, no interior de um barraco em um sítio abandonado, várias ferramentas e matérias costumeiramente utilizadas nesses crimes. Além desses objetos, foram arrecadados dois veículos, telefones celulares, um revólver calibre 38 e munições. Pelos levantamentos, verificou-se que um dos suspeitos é um Subtenente da Polícia Militar da cidade de Petrópolis, que, após autuado, foi recolhido no Batalhão da Polícia Militar de Barbacena.
Na ocasião, dois suspeitos evadiram do local, o que provocou desmembramento da operação pela madrugada e manhã desta quarta-feira (15), oportunidade em que as equipes, comandadas pelo delegado Colimar, prenderam os dois foragidos. Com a prisão, foram apreendidos um veículo Corolla, uma pistola calibre 380 e farta munição.
Ainda se constatou que um dos presos é Cabo da Polícia Militar, também do Rio de Janeiro. Ele foi autuado em flagrante na regional de Barbacena, que acionará a Corregedoria da PM/RJ para buscar os presos militares, após liberação do Poder Judiciário.
Registra-se, por fim, que, em uma tentativa de furto de combustível, o caminhão dos suspeitos atolou no barro e ao evadirem derramaram o combustível no rio que abastece a cidade de Barbacena, causando grave crime ambiental e a falta de água na cidade por três semanas.
O delegado responsável pelo caso informou que não vai comentar o ocorrido. A reportagem de O TEMPO aguarda resposta da PM do Rio de Janeiro para falar sobre seus policiais presos.

Dez pessoas são presas durante operação de combate à criminalidade no Vale do Mucuri

Pelo menos dez pessoas foram presas, nesta sexta-feira (17), durante operação de combate à criminalidade no município de Malacacheta, no V...