terça-feira, 14 de março de 2017

Deoesp reforça investigação de explosões no Vale do Jequitinhonha

Divulgação / PM

Agências foram destruídas por explosões em Medina e Divisa Alegre nesse domingo (12) e nessa segunda-feira (13); até o momento, ninguém foi preso
O Departamento de Operações Especiais, em Belo Horizonte, vai reforçar as investigações sobre as explosões de caixas eletrônicos, que destruíram agências bancárias em Medina e Divisa Alegre, na região do Vale do Jequitinhonha, nesse domingo (12) e segunda-feira (13). A Polícia Civil faz buscas e levanta informações para encontrar os suspeitos e acredita que as ações, nas cidades vizinhas, têm ligação.
Até o momento, ninguém foi preso. Contudo, a polícia apreendeu três veículos, que podem ter sido usado pelos criminosos para as explosões e roubos. Um dos veículos foi encontrado carbonizado.
A delegada regional de Pedra Azul, na mesma região, Maria Aparecida Motta Martins, lidera os trabalhos que vai contar com a ajuda de policiais da capital.
Relembre os casos
No último domingo (12), três bancos do município, uma loja de eletrodomésticos, o quartel da Polícia  Militar (PM) e uma viatura da Polícia Civil foram alvos de tiros. Segundo relato dos moradores, ao menos dez bandidos promoveram os ataques munidos de fuzis.
Um morador, que não teve o nome divulgado, foi atingido de raspão no braço, quando tentou denunciar a ação aos militares.
Segundo o cabo Irlan Matos, por volta das 2h30, o quartel da PM foi alvo de diversos tiros. Logo em seguida, moradores  ligaram para informar as explosões nas agências bancárias. A ação atingiu a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil e o Bradesco. Leia mais, clicando aqui
Um dia após os ataques à cidade de Medina, o município de Divisa Alegre, na mesma região do Estado, também foi atacado. Na madrugada desta segunda-feira (13), os criminosos explodiram os caixas eletrônicos do Bradesco e levaram uma quantia em dinheiro não informada pela policia.
De acordo com a PM, assim como fizeram em Medina, os suspeitos atiraram contra o prédio do quartel da cidade. Alguns tiros acertaram residências e estabelecimentos comerciais próximos ao banco. Contudo, ninguém se feriu durante a ação do bando. Eles fugiram em três veículos e não foram localizados. Saiba mais, clicando aqui
A Polícia Civil acredita que os crimes tenham relação e tenham sido cometidos pelas mesmas pessoas.

Dez pessoas são presas durante operação de combate à criminalidade no Vale do Mucuri

Pelo menos dez pessoas foram presas, nesta sexta-feira (17), durante operação de combate à criminalidade no município de Malacacheta, no V...