quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Só no Brasil

FOTO: Adenilson Geraldo / Diário de Caratinga - 03.01.2017
Preso desde o dia 19 de dezembro, o vereador reeleito de Caratinga Ronilson Marcílio Alves (PTB) tomou posse no cargo na última terça-feira,
algemado, com o uniforme do sistema prisional e escoltado por policiais. Ronilson foi reeleito em outubro e, em novembro, foi alvo da operação Bolso Cheio. O parlamentar foi indiciado pelos crimes de extorsão e organização criminosa. Ronilson e outras pessoas estariam exigindo R$ 200 mil de um padre para não divulgar vídeos íntimos do religioso. O mais curioso é que Ronilson, mesmo preso, continuará a receber o salário de R$ 9.015,78.
Aparte

Adalclever rejeita impeachment de Fernando Pimentel

Pedido foi feito pelo advogado Mariel Marra, que também tenta derrubar Temer