segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Resposta O deputado Sargento Rodrigues afirma que não se sentirá intimidado com o processo

A imagem pode conter: texto
Resposta
O deputado Sargento Rodrigues afirma que não se sentirá intimidado com o processo e que está cumprindo o seu dever como parlamentar de fiscalizar o poder executivo. "Terei imenso prazer em responder judicialmente que estava no exercício do meu dever como parlamentar de fiscalizar os atos do poder executivo", afirmou.

De acordo com Sargento Rodrigues, o uso do helicóptero na ocasião configura crime contra a improbidade administrativa. "O artigo 10 da lei 8429/92 é claro e diz que constitui ato de improbidade administrativa que causa lesão ao erário qualquer ação ou omissão, dolosa ou culposa, que enseje perda patrimonial, desvio, apropriação, malbaratamento ou dilapidação dos bens ou haveres do poder  público. Então houve irregularidade", disse.
O deputado informou que vai apresentar ainda hoje a denúncia contra o governador no Ministério Público de Minas Gerais e que prepara uma ação popular para que Fernando Pimentel ressarce aos cofres públicos o custo do voo. 

Atualizada às 13h20.
http://www.otempo.com.br/capa/pol%C3%ADtica/pimentel-vai-processar-sargento-rodrigues-por-divulga%C3%A7%C3%A3o-de-v%C3%ADdeo-1.1418228

Adalclever rejeita impeachment de Fernando Pimentel

Pedido foi feito pelo advogado Mariel Marra, que também tenta derrubar Temer