segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Rebelião em penitenciária do Amazonas deixa pelo menos 50 mortos


Informação foi confirmada pela Secretaria de Segurança Pública; motim durou mais de 17 horas

Um rebelião que durou mais de 17 horas no Complexo Penitenciário Anísio Jobim, no Estado do Amazonas, terminou na manhã desta segunda-feira (2), com pelo menos 50 mortos. Os presos se renderam, entregaram as armas e libertaram os reféns.
O motim começou no fim da tarde desse domingo (1º) e, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas, teve como possível motivação uma briga entre facções.
No fim da noite, 12 agentes penitenciários eram mantidos como reféns, além de vários detentos. Ainda de acordo com a SSP, seis corpos foram decapitados e jogados para fora do presídio.
Parentes dos detentos e agentes, e representantes da Ordem dos Advogados do Brasil foram ao local para acompanhar a situação.