sábado, 21 de janeiro de 2017

Polícia Civil apresenta suspeito de assassinar cabeleireiro na Região Metropolitana de BH


A Polícia Civil apresentou na tarde desta sexta-feira Marcelo Gomes Teixeira, de 36 anos, suspeito de assassinar o cabeleireiro Ricardo Antônio Martins, de 41. O crime foi cometido em dezembro do ano passado, no Bairro Novo Eldorado, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

Segundo a delegada Gislaine Oliveira Rios, Marcelo se mudou para perto da residência de Ricardo para, conforme as investigações, extorquí-lo. O suspeito iniciou conversas com o cabeleireiro no Whatsapp e no Facebook tentava uma aproximação, apesar de Ricardo rejeitá-lo.
"No dia dos fatos, ele [Marcelo] conseguiu entrar na casa do cabeleireiro. Ainda estamos apurando se foi por conta do dinheiro ou se eles tiveram um relacionamento. Nesse dia, num ataque de explosão, o Marcelo pegou um cadarço, amarrou as mãos do cabeleireiro para trás, pegou um fio de secador de cabelo e passou pelo pescoço [da vítima]", relata Gislaine. A polícia investiga se Ricardo levou uma quantia em dinheiro que sumiu da casa de Ricardo.
A delegada explica que uma vizinha ouviu gritos na casa. Ao entrar em contato com Ricardo para saber o que ocorria, ela desconfiou que, do outro lado da linha, uma pessoa se passava pelo cabeleireiro, que dizia estar tudo bem. Mas a mulher decidiu acionar a Polícia Militar, que, ao chegar ao local, encontrou a vítima já morta.
Marcelo não quis dar sua versão à reportagem, mas, de acordo com a delegada, ele nega o crime. "Ele confessa que no dia dos fatos esteve com a vítima, conversou com ela, mas que não teve absolutamente nada, e que no momento dos fatos ele estava dormindo."
Gislaine afirma que o suspeito já tem passagem pela polícia por homicídio e estelionato, e que, recentemente, a ex-esposa dele registrou uma ocorrência acusando-o de tentar estrangulá-la.

Câmara dos Deputados promove degustação de queijos mineiros

Evento foi articulado pelo presidente interino Fábio Ramalho (PMDB) e terá a participação do governador Fernando Pimentel (PT)