quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

PMs são presos suspeitos de tráfico de arma em Ribeirão das Neves

Polícia

Seis policiais militares são investigados pela venda de armas apreendidas em operações na região metropolitana

Cinco policiais foram presos em Ribeirão das Neves, na Grande BH, suspeitos de participar de esquema de venda de armas de fogo. Os militares, segundo a investigação, revendiam armamentos apreendidos em operações policiais na cidade. Um sexto suspeito permanece foragido.
Segundo o tenente-coronel, Evandro Borges, comandante do 40º Batalhão de Polícia Militar, as investigações identificaram que os militares não registravam as armas apreendidas e, com isso, repassavam as armas para criminosos da Grande BH.
Nas casas dos militares, foram apreendidos tablets, smartphones e munições. O material será periciado para verificar possível uso dos equipamentos para troca de informação entre os suspeitos. 
Os PMs (um sargento, um cabo e três soldados, todos lotados no 40º Batalhão) são investigados por peculato, corrupção, venda ilegal de arma, organização criminosa e lavagem de dinheiro. 
A investigação teve início depois que um outro militar foi preso, em 7 de novembro, também por venda de armas em Ribeirão das Neves.