sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Pimentel conta ao PMDB que vai tentar a reeleição


O governador Fernando Pimentel (PT) recebe hoje, no Palácio da Liberdade, a bancada do PMDB na Assembleia Legislativa de Minas.
Os 13 deputados estaduais são esperados para um encontro, em um claro sinal de provocação ao vice-governador do Estado, Antônio Andrade, presidente estadual do PMDB, que também hoje organiza um evento de comemoração com os prefeitos, vice-prefeitos e vereadores eleitos pela legenda neste ano.

No encontro, conforme apurou o Aparte, Pimentel dirá ao grupo de aliados peemedebistas que vai se candidatar à reeleição em 2018 e que é hora de começar a trabalhar pela reeleição dos aliados.

Ainda conforme a apuração, os deputados peemedebistas podem dizer a Fernando Pimentel que estão rompendo com  Antônio Andrade. O encontro promete incendiar ainda mais a relação do governador com o vice.

Durante todo este ano a relação dos dois tem sido marcada por alfinetadas, diretas e indiretas. O último episódio de atrito aconteceu na eleição municipal de Belo Horizonte. Um dia após ter-se encerrado o primeiro turno, Andrade e o deputado federal Rodrigo Pacheco, entre outros peemedebistas,  se reuniram com a cúpula tucana para fechar apoio ao candidato do PSDB, João Leite. Andrade, na ocasião, posou para uma foto de mãos dadas com o senador Aécio Neves (PSDB).

Dias depois, com o partido rachado, o vice-governador afirmou que o PMDB continuaria apoiando Pimentel, mas que disso dependeria “o bom comportamento do PT”. De outro lado, Pimentel teria exonerado aliados de Andrade sem consultá-lo. O vice ficou sabendo das exonerações pelo “Diário Oficial”.

Um deputado do PMDB, que pediu para não ser identificado, tentou minimizar o encontro com Pimentel: “A reunião já estava agendada há vários dias. Vamos lá reforçar o nosso apoio ao governador”, disse o peemedebista.

Por causa do distanciamento entre Andrade e Pimentel, é possível que sejam liberados protestos contra o governador no encontro de prefeitos peemedebistas. Nesse evento, Andrade quer mostrar que está alinhado com Michel Temer. Para isso, pretende trazer dois ministros bem próximos do presidente: o secretário do Programa de Parceria de Investimentos, Moreira Franco, e o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha.(Tâmara Teixeira)
http://www.otempo.com.br/hotsites/aparte

Dupla rouba carro e bate em viatura em praça do Coração Eucarístico

O veículo foi tomado de assalto no bairro Alípio de Melo, mas os suspeitos foram surpreendidos por uma viatura, tendo início uma perseguiç...