quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Explosão com fogos de artifício dentro de hotel mata homem em BH

20161221PG_MADRI0007.jpg

A vítima, único presente no quarto, é um militar reformado de 55 anos; não foi descartada a possibilidade de suicídio

Um militar reformado morreu, na manhã desta quinta-feira (22), em uma explosão de fogos de artifício ocorrida dentro do quarto de um hotel na rua Guarani, no Centro de Belo Horizonte. A vítima, de 55 anos, estava sozinha no cômodo. Somente a perícia da Polícia Civil responderá se a morte foi acidental ou se trata-se de um suicídio.
O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 10h50 por populares que alertaram para o risco de explosão em um dos quartos do hotel Madrid, que fica em frente à praça Rio Branco, onde está o Terminal Rodoviário da capital. Quando chegaram, os militares não avistaram fumaça, mas sentiram um forte cheiro de pólvora.
De acordo com o tenente Sérgio Magalhães, do 1º Batalhão dos Bombeiros, a primeira ação tomada foi de abrir as janelas e ligar o ventilador. "Quando chegamos no quarto achamos a vítima, que é a princípio um 2º tenente da Polícia Militar, praticamente decapitada. Próximo à ele foram encontrados alguns fogos de artifício", explicou.
Testemunhas chegaram a contar que viram o militar entrando em uma loja de fogos de artifício e comprando fogos.  Ao todo foram encontrados no quarto seis artefatos explosivos. "Acreditamos que ele estivesse manuseando quando veio a explodir, já que um deles estava próximo de sua mão", concluiu.
O corpo foi removido ao Instituto Médico-Legal (IML) de BH.
Atualizada às 12h57

Dez pessoas são presas durante operação de combate à criminalidade no Vale do Mucuri

Pelo menos dez pessoas foram presas, nesta sexta-feira (17), durante operação de combate à criminalidade no município de Malacacheta, no V...