terça-feira, 29 de novembro de 2016

'Se voltar, volto para ganhar', diz Lula em entrevista exclusiva à Itatiaia


Ex-presidente Lula falou com exclusividade à Itatiaia (Divulgação Itatiaia)


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva concedeu entrevista exclusiva à Itatiaia na manhã desta terça-feira e não descartou ser um dos candidatos na eleição presidencial de 2018. “Se for necessário voltar, você não tenha dúvida que eu voltarei. E se voltar, volto para ganhar e para provar que este país não precisa ficar nessa desgraceira. Este país pode levantar a cabeça e o povo pode voltar a sorrir”, disse Lula.
O ex-presidente cumpre agenda em Belo Horizonte. Nessa segunda-feira, ele participou da Expocatadores, evento voltado para temática de resíduos sólidos urbanos e educação ambiental do Brasil. Nesta terça, Lula visita a Ocupação Izidora, localizada entre Santa Luzia e Belo Horizonte.
Durante a entrevista à Itatiaia, Lula disse que algumas pessoas do Ministério Público e da Polícia Federal trabalham quase como serviçais da imprensa. “Ou seja, é um processo de informação via manchete, não um processo de condenação via apuração”, disse.
“Dizem que tudo isso (investigações) é para evitar que eu seja candidato em 2018. Eu não sei se eles querem isso, porque eu vou te dizer uma coisa: tenho consciência do que fiz nesse país. Tenho orgulho profundo de ter sido o presidente que mais fiz inclusão social, inclusive aqui em Minas Gerais".
Pobre e economia
Para Lula, só existe um jeito de fazer a economia voltar a crescer: “Eu provei que é possível (recuperar e economia) quando a gente coloca o pobre no orçamento da União. Vamos colocar o pobre no orçamento do governo que a gente começa a resolver o problema deste país”.
O ex-presidente destacou também que não é a favor de um impeachment do presidente Michel Temer, mas defendeu eleições diretas para o 'povo voltar a exercer seu direito de voto'.
“O problema não é tirar mais um presidente. Já teve um golpe contra a Dilma, porque foi uma desfaçatez fazer o que fizeram com a Dilma. Eu não sei se o problema é tirar mais um presidente ou colocar mais um presidente. Eu gostaria que tivesse eleição direta para presidente da República, que se marcasse uma data, convocasse eleições e povo pudesse voltar a exercer seu direito de voto”. 

Convocação dos excedentes do CFS 2017 - PMMG

Excelentíssimo Senhor Governador do Estado de Minas Gerais. Nós, candidatos ao Curso de Formação de Sargentos da Polícia Militar de M...