quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Polícia divulga causa da morte de torcedor do Cruzeiro no Mineirão; não haverá indiciados


Uma descarga elétrica foi o que matou o torcedor Eros Dátilo Belizardo, de 37 anos, durante um jogo entre Cruzeiro e Grêmio no dia 26 de outubro deste ano, no Mineirão. A informação foi divulgada há pouco pela Polícia Civil, em entrevista coletiva. Nenhum envolvido no caso será indiciado.

Imagens das câmeras de segurança do estádio mostram Eros, inicialmente, conversando com um segurança, tentando mudar para o setor onde fica a torcida organizada Pavilhão Independente, da qual era um dos diretores. Após ter a passagem negada, ele sai, retorna e avança na grade, sendo perseguido pelo vigilante.
De acordo com a investigação o rapaz esbarrou em uma lanterna que carregava em uma tomada de 220 volts. A lanterna caiu, o benjamim em que ela estava conectada se abriu e as placas da parte interna deram um choque elétrico em Eros, que teve seis paradas cardíacas antes de morrer, a caminho do Hospital Odilon Behrens.
A filmagem mostra a luta corporal. Em seguida, eles desaparecem da imagem, momento em que Eros esbarra na lanterna, na parte de dentro de uma sala. A sequência já mostra a vítima desacordada, sendo carregada pelos vigilantes. Pouco depois, chega a assistência médica e ele é colocado em uma ambulância.

Dupla rouba carro e bate em viatura em praça do Coração Eucarístico

O veículo foi tomado de assalto no bairro Alípio de Melo, mas os suspeitos foram surpreendidos por uma viatura, tendo início uma perseguiç...