quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Pegando fogo


A Assembleia de Minas foi palco de uma nova discussão acalorada nessa quarta-feira (18). Desta vez, Sargento Rodrigues (PDT) trocou farpas com uma assessora de Cabo Júlio (PMDB) durante a discussão do processo do governador Fernando Pimentel (PT). A servidora afirmou que recebeu ameaças do pedetista. Rodrigues negou que a tenha ofendido ou a ameaçado.
http://www.otempo.com.br/hotsites/aparte

Mais de 2600 policiais grevistas vão receber "perdão" do governo

O governador Renato Casagrande enviou nesta terça-feira (15) o projeto de lei que concede anistia administrativa aos militares que atuara...