terça-feira, 11 de outubro de 2016

Polícia aponta ex-porteiro como suspeito de estuprar pelo menos seis estudantes


O ex-porteiro Altair Gonçalves dos Santos é procurado pela Polícia Civil após investigações apontarem-no como autor de pelo menos seis estupros contra estudantes da Escola Estadual Tito Lívio de Souza, no Bairro Vila Triângulo, em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde ele trabalhava. Conforme o inquérito, divulgado nesta segunda-feira, as vítimas têm entre 7 e 11 anos.

Altair já estava afastado das funções após alguns estudantes denunciarem ao diretor da unidade de ensino que ele frequentemente entrava no banheiro com crianças para "passar a mão" nelas. Acompanhadas dos pais, as vítimas foram ouvidas pela Polícia Civil e todas apontaram o ex-porteiro como autor dos crimes.
As crianças contaram que Autair oferecia balas e dinheiro para atraí-las, as abraçava, beijava, mostrava o órgão genital e pegava no órgão genital de algumas vítimas. Algumas afirmaram que eram intimidadas a não contar aos pais sobre o fato.
A polícia realizou busca e apreensão na casa do suspeito e apreendeu celulares, mídias e CPU, que serão periciados. Também foi pedida a prisão preventiva do ex-porteiro, mas ele não foi localizado. Informações repassadas aos investigadores dão conta de que, após as suspeitas se tornarem públicas, Autair deixou a casa onde morava e não foi mais visto.
Foto: Polícia Civil/Divulgação

Dez pessoas são presas durante operação de combate à criminalidade no Vale do Mucuri

Pelo menos dez pessoas foram presas, nesta sexta-feira (17), durante operação de combate à criminalidade no município de Malacacheta, no V...