segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Mais de 60 brigadistas combatem fogo na Serra da Canastra

Fogo Serra da Canastra (Foto: Welder Rafael/Arquivo Pessoal)

Incêndio já dura seis dias na região, segundo chefe local.
Portarias de acesso a pontos de visitação estão fechadas.

Subiu para 65 o número de brigadistas que combatem o fogo no Parque Nacional da Serra da Canastra que já dura seis dias. Ainda não há estimativa de área devastada e, segundo o chefe do parque, Fernando Tizianel, o fogo começou em uma área particular não indenizada. "Não sabemos dizer se foi criminoso ou acidental", destacou.
Tizianel conta que choveu na última semana na Serra da Canastra, entretanto, a chuva se concentrou no extremo leste. O fogo atinge a região norte do parque. Por questões de segurança, três portarias que dão acesso aos pontos de visitação estão fechadas. Apenas a portaria IV, que dá acesso à cachoeira Casca D'Anata, está aberta. Fernando destacou ainda que o fogo está próximo às estradas rurais no Chapadão da Canastra.
Quatro aeronaves do tipo air tractor auxiliam no combate lançando água ao solo. Elas são do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) e do Previncendio.
O último incêndio registrado no Parque Nacional da Serra da Canastra devastou mais de 21 mil hectares de área. Fernando avalia que a área queimada pode ser equivalente ao último registro. Sempre que o fogo atinge a região uma série de espécies da flora e fauna são ameaçadas, como destacam os analistas ambientais.

Dupla rouba carro e bate em viatura em praça do Coração Eucarístico

O veículo foi tomado de assalto no bairro Alípio de Melo, mas os suspeitos foram surpreendidos por uma viatura, tendo início uma perseguiç...