quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Trio é preso pela Polícia Civil suspeito de praticar assalto a residências em BH


A Polícia Civil apresentou na tarde desta terça-feira três suspeitos integrar uma quadrilha de assalto a residências na regiões da Pampulha e de Venda Nova, em Belo Horizonte. Eles são Jerry Gonçalves Ramalho, de 23 anos, Rodrigo Mendes Vieira Pereira, de 30, e Luan Pereira Malta, de 23, que alegam inocência.

Vítimas de um assalto ocorrido em abril identificaram o trio, além de um adolescente de 17 anos, como autores do crime. Segundo elas, os suspeitos foram bastante agressivos, as trancaram em um cômodo da casa, fizeram a limpa, levaram um carro e abandonaram o veículo em um rio.
O delegado Thiago Pacheco, da 1ª Delegacia de Polícia Civil Leste, afirma que as vítimas estavam no portão da residência quando foram abordadas por três homens, sendo um deles com uma arma de fogo, que as obrigaram a entrar na residência.
Enquanto cometiam o assalto, outro membro do bando chegou ao imóvel e, em seguida, mais três, com um total de sete criminosos. Três estão foragidos.
O trio preso nega participação no roubo. "Esse trem aí não fui eu, estou preso de graça", diz Jerry.
Rodrigo justifica que é trabalhador desde os 17 anos e nunca precisou roubar. "Pode puxar minha ficha. Nunca fui preso. Me pegaram trabalhando dentro do meu estabelecimento." Segundo ele, a vítima "está chutando" que eles são os autores.
Luan também ressalta que está preso injustamente. "Sou inocente, trabalhador. Tem que pegar a pessoa certa do crime, eles não podem continuar jogando gente inocente dentro da cadeia", defende-se.

Dez pessoas são presas durante operação de combate à criminalidade no Vale do Mucuri

Pelo menos dez pessoas foram presas, nesta sexta-feira (17), durante operação de combate à criminalidade no município de Malacacheta, no V...