sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Polícia Militar investe R$ 23 milhões para digitalizar rede de radiocomunicação


A Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) assinou um contrato com a empresa Motorola Solutions para digitalizar sua rede de radiocomunicação, para proporcionar mais segurança na comunicação entre os policiais. O investimento total é de R$ 23 milhões, sendo implantado inicialmente na região Metropolitana de Belo Horizonte. O acordo foi assinado na última sexta-feira, 16 de setembro, na capital mineira.

Em um segundo momento, a tecnologia será expandida gradativamente para o interior de Minas. O comandante-geral da PMMG, coronel Marco Antônio Badaró Bianchini, valorizou o investimento. “Este é o início da materialização do esforço da PMMG para aperfeiçoar os trabalhos dos policiais militares e oferecer um serviço de qualidade à população”, afirmou.
Durante a assinatura do contrato, o Coronel Bianchini também falou dos novos investimentos previstos para a Polícia Militar. “Eu tenho a grata satisfação de poder anunciar a autorização pelo Governo de Minas para a contratação de mais 1.500 policiais militares, dentre eles 50 médicos para o Hospital Militar, 150 profissionais especialistas para área de saúde e a realização da segunda fase de terceirização da frota da Polícia Militar no interior do Estado. O Governo está investido na Polícia Militar porque acredita nos valorosos policiais militares que ele tem”, disse.
Comunicação digital
De acordo com o presidente da Motorola Solutions no Brasil, Elton Borgonovo, a empresa disponibilizará para a PMMG o que há de mais de moderno na área de tecnologia digital. “O projeto da Polícia Militar vai proporcionar uma comunicação mais efetiva e segura, com capacidade de criptografia para toda a Região Metropolitana, permitindo uma qualidade de áudio muito melhor e, sem dúvida, uma melhora na atuação dos policiais militares”, disse.
O Chefe do Centro de Tecnologia em Telecomunicações (CTT) da PMMG, Tenente Coronel Medeiros, destacou os benefícios principais para os policiais militares que atuam na ponta linha. “O primeiro deles, é a cobertura. Nos locais onde o policial não conseguia sinal via rádio, agora terá uma comunicação bastante eficaz. A qualidade do sinal também será um diferencial: limpo e sem ruídos. Por fim, a questão da segurança. Com a digitalização, nós teremos uma rede totalmente segura, uma vez que a criptografia é praticamente impossível de ser monitorada e ouvida por pessoas não autorizadas pela PMMG”, contou. 
Segundo o Chefe do CTT, a aquisição desse modelo de comunicação proporcionará, também, o desenvolvimento de diversas aplicações tecnológicas que irão trazer outras benefícios para a Polícia Militar como, por exemplo, a utilização do GPS. “Todos os terminais adquiridos até hoje, cerca de cinco mil, são possíveis de serem rastreados por essa rede digital, que possui um computador central muito potente. Ela fornece a localização exata de cada terminal, seja ele de viatura ou HT que o policial estará portando”, finalizou.

Dez pessoas são presas durante operação de combate à criminalidade no Vale do Mucuri

Pelo menos dez pessoas foram presas, nesta sexta-feira (17), durante operação de combate à criminalidade no município de Malacacheta, no V...