sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Dupla é presa com 494 pássaros na MGC-122, em Espinosa

espinosa, passaros

Homens não tinham autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para transportar os animais

Dois homens de 44 e 47 anos foram presos ao serem parados em uma blitz na MGC-122, em Espinosa, na região Norte de Minas Gerais, nessa quinta-feira (1º), e depois foram presos ao serem encontrados 494 pássaros da fauna silvestre dentro do veículo em que estavam.
De acordo com as polícias militar Ambiental e Rodoviária, o I30 foi parado no KM 50. Os animais foram encontrados dentro do carro, que seguia no sentido Bahia, conduzido por J.C.D., 44, e E.J.S., de 47 anos. 
Foram apreendidos 18 carregadores com 216 cardeais, 104 coleirinhos, 98 pintassilgos, 60 trinca-ferros, oito sanhaços e oito cravinas vermelhos.
A dupla afirmou não possuir autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) para transporte dos pássaros. Ainda, alegaram que os pássaros foram adquiridos na cidade de São Paulo (SP) para serem vendidos em Caruaru (PE).
Os dois foram presos em flagrante pela prática de crimes ambientais: transporte de animal silvestre sem autorização e maus-tratos. Eles foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de Espinosa. O veículo utilizado no transporte foi removido para o pátio credenciado e os pássaros encaminhados para o Ibama em Montes Claros, na mesma região.
Além da prisão, os autores responderão administrativamente, sendo aplicadas multas que podem variar de R$ 830,73 a R$ 4. 984,38 por unidade, caso a espécie estiver constante na lista oficial de fauna brasileira ameaçada de extinção.

Bandidos em fuga batem em moto, matam dois e capotam na MG-040

Os assaltantes fugiram para uma mata após o acidente, sendo que um deles já foi detido pela PM e o outro segue sendo procurado