terça-feira, 2 de agosto de 2016

Quase 1 ano após matar ex em MG, homem desenterra ossos para plantar

Suspeito de abandonar ossada confessa assassinato em Uberaba (Foto: Gabriela Almeida/TV Integração)

Suspeito deixou ossada em via de Uberaba e confessou crime, diz delegado.
Jovem tinha 24 anos e estava desaparecida desde 2015.

O homem que abandonou uma ossada em uma avenida de Uberaba, confessou, durante apresentação feita pela Polícia Civil nesta segunda-feira (1º), que a ossada é da ex-namorada, que ele assassinou com uma facada no ano passado. A jovem tinha 24 anos e estava desaparecida desde 2015, mas a família só registrou o desaparecimento no dia 9 de fevereiro deste ano. O homem, de 34 anos, está preso desde o último sábado (30).
Em conversa com o delegado Heli Andrade, o suspeito disse que matou a jovem há cerca de um ano “porque ia morrer na mão dela”. “Ela estava com a faca, brincando, ou ela me matava ou eu matava ela. Peguei a faca e matei no coração”, disse ele ao delegado. O homem ainda confessou que desenterrou a ossada, pois “estava plantando umas coisinhas e os ossos estavam atrapalhando muito” (sic).
Segundo o delegado, o suspeito não apresenta ser uma pessoa normal. “Uma pessoa normal não vai desenterrar uma ossada e depois abandonar em pleno Centro da cidade”, completou.
A identificação da ossada só será feita após o resultado de exames complementares em Belo Horizonte. De acordo com o delegado, a existência da namorada do suspeito foi descoberta após a Polícia Civil acessar os registros de ocorrências de pessoas desaparecidas. “Fomos até a casa da senhora que registrou a ocorrência e a levamos para fazer o DNA. Também a levamos até a delegacia, onde o suspeito estava. A mulher o reconheceu como sendo o homem que namorou a filha dela”, contou Andrade.
Ainda de acordo com o delegado, foi decretada prisão temporária pelo juiz de plantão no último sábado e o suspeito já está recolhido na penitenciária da cidade. “Estamos aguardando o exame de DNA que está sendo feito em Belo Horizonte e acreditamos que, em cerca de 40 dias, vamos encerrar este inquérito policial”, finalizou.

Dez pessoas são presas durante operação de combate à criminalidade no Vale do Mucuri

Pelo menos dez pessoas foram presas, nesta sexta-feira (17), durante operação de combate à criminalidade no município de Malacacheta, no V...