sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Pimentel retira recursos da segurança pública e reduz capacidade de resposta do aparelho policial


O governador Fernando Pimentel, do PT, diminuiu drasticamente o repasse de recursos financeiros para a área de segurança pública de Minas Gerais. Nesta quinta-feira (4/8), o deputado Sargento Rodrigues, presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), denunciou que a Polícia Civil de Minas Gerais recebeu apenas R$ 621 mil em investimentos de janeiro a julho deste ano, queda de 98,3% na comparação com os R$ 36,4 milhões investidos em 2014 pelo governo anterior no mesmo período. Nos sete primeiros meses do ano passado, quando o governo petista investiu R$ 4,017 milhões, a retração já tinha sido de 88,9%.

De acordo com os dados do Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi), o corte drástico nos investimentos atinge também a Polícia Militar de Minas Gerais. De janeiro a julho deste ano, a corporação recebeu aporte de R$ 7,97 milhões, queda de 83,5% na comparação com os R$ 48,4 milhões aplicados no mesmo período de 2014. Na comparação com o ano passado, quando foram investidos R$ 9,7 milhões, a retração foi 79,9%.

O custeio da PM também foi tesourado. Em 2016, Pimentel destinou R$ 183 milhões para custeio nos primeiros sete meses, frente a R$ 314,9 milhões no mesmo período de 2014, queda de 41,86%. Em 2015, de janeiro a julho, o custeio somou R$ 166,2 milhões na corporação, 47,21% a menos na comparação com o ano anterior.

O parlamentar ressaltou ainda que houve uma grande diferença no custeio do Corpo de Bombeiros Militar. Foram R$ 14 milhões a menos de janeiro a julho deste ano, na comparação com o mesmo período de 2014. Foram repassados R$ 28,1 milhões para despesas de manutenção das unidades e equipamentos do Corpo de Bombeiros neste ano, até julho, valor 33% menor na comparação com janeiro a julho de 2014, quando foram aplicados R$ 42 milhões.

Na Defesa Social, também houve retração em investimentos. O valor caiu de R$ 57,5 milhões de janeiro a julho de 2014 para apenas R$ 1,8 milhão no mesmo período deste ano, queda de 96,8%. No ano passado, nos sete primeiros meses, Pimentel investiu R$ 12 milhões, o que já havia representado uma redução de 79% na comparação com o mesmo período de 2014. “Enquanto reduziu os investimentos e recursos para a manutenção do trabalho da segurança pública, o governador Fernando Pimentel, do PT, destinou R$ 100 milhões para propaganda oficial neste ano”, afirmou Rodrigues.

O deputado destacou que a queda na aplicação de recursos interfere diretamente na atuação das polícias. “Estamos vivendo um grande problema na segurança pública com falta de estrutura e efetivo. Este é um problema de todo o Estado, como também de Belo Horizonte, como mostram as pesquisas. Essa redução dos recursos financeiros vem acontecendo em todas as áreas, em todos os órgãos da Defesa Social. O Governo retirou recursos expressivos, o que afeta decisivamente a capacidade de resposta do aparelho policial”, explicou Sargento Rodrigues

Dupla rouba carro e bate em viatura em praça do Coração Eucarístico

O veículo foi tomado de assalto no bairro Alípio de Melo, mas os suspeitos foram surpreendidos por uma viatura, tendo início uma perseguiç...