segunda-feira, 25 de julho de 2016

Polícia invade Palácio Capanema e encerra ocupação contra Temer

Carro da Polícia Federal estacionado na frente do Palácio Capanema

Diante da ação policial, os manifestantes fizeram coro contra o governo Temer

A Polícia Federal invadiu o Palácio Capanema na manhã desta segunda-feira (25) para encerrar a ocupação contra o governo do presidente interino, Michel Temer (PMDB), iniciada durante o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Cerca de 50 agentes da PF chegaram ao edifício, que abriga órgãos do Ministério da Cultura no Rio, pouco depois das 6h.
Sede da Funarte (Fundação Nacional de Artes) e do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Nacional) no Rio de Janeiro, o edifício estava ocupado desde o dia 16 de maio. A ação foi tomada após Michel Temer assumir a presidência e anunciar a extinção do Ministério da Cultura. Mesmo após o governo voltar atrás na decisão, o protesto prosseguiu no local.
Ao entrar no Salão Portinari, os policiais acordaram os manifestantes e desocuparam o espaço - celebrado pelos painéis de Candido Portinari que decoram as paredes.
Às 9h, um grupo de 30 ocupantes permanecia no pilotis do Capanema cercado pelos agentes da PF, que negociavam a saída do grupo. A área ao redor do Capanema foi isolada pelos agentes.
Diante da ação policial, os manifestantes fizeram coro contra o governo Temer. E algumas mulheres do grupo mostraram os seios como forma de protesto.

Dez pessoas são presas durante operação de combate à criminalidade no Vale do Mucuri

Pelo menos dez pessoas foram presas, nesta sexta-feira (17), durante operação de combate à criminalidade no município de Malacacheta, no V...