sexta-feira, 8 de julho de 2016

Franco-atirador de Dallas disse que queria matar policiais brancos

atentado em Dallas

Chefe de polícia de Dallas fez um dramático apelo à unidade, afirmando que "isso tem que acabar, esta divisão entre nossa polícia e nossos cidadãos"

O homem que foi abatido pela polícia depois dos tiroteios da noite de quinta-feira (7) em Dallas afirmou que não estava afiliado a qualquer grupo e que queria apenas matar policiais brancos, revelou nesta sexta-feira (8) o chefe de polícia de Dallas, David Brown.
O policial afirmou que o suspeito foi morto por um artefato explosivo detonado pela polícia durante o incidente.
Brown também fez um dramático apelo à unidade, afirmando que "isso tem que acabar, esta divisão entre nossa polícia e nossos cidadãos".

"Os policiais de Dallas estão abalados. Nosso coração está partido. Não há palavras para descrever a atrocidade que ocorreu em nossa cidade", acrescentou.

Comerciante flagra furto e passa coordenadas para PM pelo WhatsApp

O homem estava em um grupo da Rede de Comerciantes Protegidos, que conta com donos de lojas e policiais do 1º batalhão