segunda-feira, 4 de julho de 2016

Delegado relaciona aumento dos casos de furtos e roubos de veículos em BH à crise

A crise econômica que atinge o Brasil pode ter relação com o aumento de furtos e roubos de veículos em Belo Horizonte. Números da delegacia especializada de investigação de furto e roubo de veículo mostram que foram 2.435 ocorrências nos cinco primeiros meses de 2015, contra 3.129 no mesmo período deste ano. São 694 casos a mais.

O delegado Luciano Guimarães explica que o número de furtos e roubos de veículos na capital apresentava redução nos últimos anos, situação que mudou justamente em 2016.
“Já estamos há quatro anos com uma redução bem considerável, tanto no furto quanto no roubo de veículos. Neste ano tivemos esse aumento e atribuo à crise econômica, uma vez que o veículo furtado ou roubado é encaminhado aos receptadores, que pagam de R$ 1,5 e R$ 2 mil por cada veículo. Acaba que se torna um meio fácil e rápido de ganhar dinheiro”, disse o delegado.
O delegado confirmou que quadrilhas especializadas atuam em Belo Horizonte. “Temos diversas investigações aqui. Nosso foco é voltado justamente para os autores de furtos e roubos e quadrilhas de desmanches. Já efetuamos várias  prisões”, ressaltou.
Itatiaia

Bandidos em fuga batem em moto, matam dois e capotam na MG-040

Os assaltantes fugiram para uma mata após o acidente, sendo que um deles já foi detido pela PM e o outro segue sendo procurado