quinta-feira, 9 de junho de 2016

Mulher com morte cerebral dá à luz um menino

0

Bebê nasceu saudável e pesando 2,35 kg, em Lisboa, após quatro meses de gestação ‘mecanizada’

LISBOA, Portugal. Uma mulher com morte cerebral há quatro meses deu à luz um bebê, anteontem. O menino nasceu saudável e de cesariana em um hospital de Lisboa, em Portugal, após 32 semanas de gestação, pesando 2,35 kg. Ontem, os aparelhos que mantinham a mãe viva foram desligados.

A mulher, que tinha 37 anos, foi declarada clinicamente morta depois de uma hemorragia cerebral. O presidente da comissão de ética do hospital de São José, Gonçalo Cordeiro Ferreira, comparou a mãe a uma “incubadora viva” que doou seu corpo ao filho. Perante a gravidez em curso, a mulher foi avaliada por especialistas de obstetrícia que consideraram que o feto estava em boas condições de saúde.

“Após parecer da comissão de ética e da direção clínica do hospital, a família foi consultada e autorizou a manutenção da gravidez até 32 semanas, de modo a garantir a viabilidade do feto”, disse Ferreira.

O bebê passou 15 semanas se desenvolvendo com a mãe em morte cerebral, tempo considerado “um recorde” em Portugal. “É espantoso e é raríssimo, tanto em Portugal quanto no mundo”, diz Ferreira. Obstetra há mais de 40 anos, ele afirma que teve conhecimento de apenas dois casos naquele país com os mesmos contornos, mas em que a mulher foi mantida viva apenas durante duas a três semanas. “É delicado manter a vida da grávida por meios mecânicos e simultaneamente que o feto vá se desenvolvendo”, completou.

Em janeiro, um menino nasceu em Wroclaw, na Polônia, depois de sobreviver por 55 dias no ventre de sua mãe, que foi declarada com morte cerebral depois de um tumor. Ele pesava apenas 1 kg no nascimento, e só foi para casa após alta do hospital, em abril.

407 novos Sargentos na PMMG! Que Deus proteja vocês! Parabéns!

Na manhã desta quinta-feira (7), foi publicado o ato de promoção dos 407 novos Sargentos da Polícia Militar de Minas Gerais. A solenidad...