quarta-feira, 29 de junho de 2016

Líderes do tráfico são suspeitos de homicídios em Juiz de Fora

lideres, trafico, homicidios

Mortes estão ligados a disputa de pontos de tráfico de drogas, e a controle do comando do crime nas regiões Norte e Leste da cidade

Seis homens ligados ao tráfico de drogas em Juiz de Fora, na Zona da Mata, foram apresentados, nessa terça-feira (28), suspeitos de assassinatos e tentativas de homicídios. Os suspeitos, com idade entre 18 e 23 anos foram presos em uma operação realizada na semana passada, pela Polícia Civil.
Segundo o delegado José Márcio de Almeida Lopes, da Delegacia de Homicídios, as mortes estão ligados a disputa de pontos de tráfico de drogas, e a controle do comando do crime nas regiões Norte e Leste da cidade. “Acreditamos que após esta força tarefa os crimes de homicídio irão diminuir na cidade”, afirmou o delegado.
As investigações apontam que, três dos presos, dois de 22 e um de 23 anos, tentaram matar a tiros, dois rapazes no mês de abril. O delegado explicou que eles passaram de carro, no bairro Vila Esperança II, atirando em direção aos homens. “As vítimas não tinham nenhuma ligação com os autores, e foram alvejadas apenas por morarem num bairro considerado rival dos suspeitos”, disse o delegado. Os suspeitos agiam no bairro Vila Esperança I.

Outro preso, de 19 anos, está ligado à morte de um jovem, de 20 anos, no bairro São Benedito, em fevereiro deste ano. A vítima foi atingida com tiros na cabeça e no pescoço no sábado de carnaval.
Os outros dois detidos, de 18 e 19 anos, são suspeitos de dois assassinatos. O inquérito apontou que, em uma das mortes, eles teriam jogado um rapaz de 19 anos, de dentro de um carro em movimento numa rua do bairro Vitorino Braga. No outro homicídio teriam executado um homem de 40 anos, com 12 tiros no bairro Santa Cruz.
Os seis suspeitos estão detidos no Centro de Remanejamento do Sistema Prisional (Ceresp) de Juiz de Fora e responderão pelos crimes de homicídio e tentativa de homicídio. Com os presos, foram apreendidas drogas, balança de precisão e material para embalagem de drogas. O delegado não confirmou se eles responderão por tráfico de drogas.

Governo de Minas admite que ainda não tem dinheiro para pagar o 13º dos servidores neste ano

Em entrevista exclusiva à Rádio Itatiaia, o secretário de Planejamento de Minas Gerais, Helvécio Magalhães, afirmou que a prioridade do go...