sexta-feira, 20 de maio de 2016

Ruy Muniz pode ir para prisão domiciliar se pagar R$ 500 mil

PRISAO-RUY-MUNIZ004.jpg

Ele recebeu o benefício mediante o pagamento de fiança e algumas condições como o uso da tornozeleira eletrônica

O prefeito de Montes Claros, Ruy Muniz (PSB), recém afastado do cargo após ter sido preso no dia 18 de abril por repasse irregular de cerca de R$ 1 milhão ao seu próprio hospital poderá ter prisão domiciliar. A decisão é do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF). Quem está em seu lugar à frente da administração municipal é o vice Zé Vicente (PMDB). Muniz foi internado no último dia 10 por causa de uma crise de hipertensão.

Segundo o TRF, para receber o benefício da prisão domiciliar o prefeito deve pagar uma fiança de R$ 500 mil, entregar o passaporte e solicitar ao Juiz Federal da 3ª Vara de Montes Claros uma autorização prévia sempre que precisar se deslocar para consultas.
Além disso, Muniz também deve ser monitorado por uma tornozeleira eletrônico e fica proibido de se comunicar com qualquer um dos indiciados e membros da administração pública municipal. Ele também deve manter o endereço atualizado nos autos e acompanhar os atos processuais. 

Convocação dos excedentes do CFS 2017 - PMMG

Excelentíssimo Senhor Governador do Estado de Minas Gerais. Nós, candidatos ao Curso de Formação de Sargentos da Polícia Militar de M...