segunda-feira, 30 de maio de 2016

Fiscais da Prefeitura de BH são presos em flagrante extorquindo comerciante


Suspeitos foram soltos em seguida após pagar fiança de R$ 1.100
Dois fiscais da Prefeitura de Belo Horizonte foram presos em flagrante extorquindo um comerciante, no bairro Buritis, na região oeste de Belo Horizonte. A dupla cobrou R$100 para não multar um loja de tapetes por causa de uma suposta placa irregular. Os suspeitos foram presos em flagrante após a polícia constatar o crime e a numeração das notas entregues pelo comerciantes. 

As câmeras de segurança mostram o momento em que os fiscais entram na loja, vestidos de bermuda e boné, e começam a conversar com Antônio de Pádua Falluh. Ele entrega o dinheiro e logo depois são abordados pelos investigadores e presos. 
— Eles foram muito diretos. Eu falei que não tinha o dinheiro, que ia sacar e passar para eles. E eles falaram que iam fiscalizar a loja da frente e que estavam a semana toda na região do Buritis.
Os suspeitos são Lucas Martins de Azevedo e Esdras Moisés Costa Gomes. Horas antes da prisão, eles estiveram na loja e fizeram uma proposta pro comerciante ficar isento de fiscalização.
Ambos foram presos em flagrante e levados para o sistema prisional. De acordo com o Tribunal de Justiça eles foram encaminhados para uma audiência de custódia e vão responder ao processo em liberdade após pagarem fiança. Ainda segundo o TJ, Azevedo pagou R$293 Gomes R$ 889. O comerciante que ajudou na prisão ficou indignado com a soltura dos suspeitos.
— Como que o judiciário solta indivíduos que já tinham passagem pela polícia? A gente não sabe o que vai acontecer agora!
A prefeitura informou que os dois suspeitos são contratados de uma empresa terceirizada, que é responsável pelos prejuízos causados.

Dez pessoas são presas durante operação de combate à criminalidade no Vale do Mucuri

Pelo menos dez pessoas foram presas, nesta sexta-feira (17), durante operação de combate à criminalidade no município de Malacacheta, no V...