quarta-feira, 4 de maio de 2016

Descaso do IPSM!!


Olha o absurdo
Meu esposo era militar há 17 anos no dia 11/03/2016 o SGT Bruno foi assassinado.
A família dele continua aqui com muita dor, mais o IPSM não leva isto em consideração. 
Minha filha de 4 anos tem bronquite, esta com peito muito cheio de catarro e vomitando, hoje dia 03/05/2016 levei para consultar no pronto atendimento do Vila da Serra em nova lima e o atendimento foi negado pois meu nome e da minha filha foi excluído.
Como meu processo de pensionista ainda não foi incluído no sistema do IPSM não temos o direito ao atendimento medico, e será normalizado daqui uns 20 dias. Como se eu pudesse escolher o momento certo para minha filha ficar doente e ficar implorando atendimento do IPSM que é por direito do meu esposo SGT Bruno e deixou para mim e para minha filha. 
Minha filha esta fazendo controle com psicólogo e o mesmo foi negado também e só será normalizado daqui uns 20 dias. Como se não bastasse a dor de que lidar com a morte do meu esposo ainda tive que escutar para eu levar minha filha no SAS do batalhão. Sera que a pessoa que me orientou não sabe que psicólogo é acompanhamento é uma terapia cada sessão trabalha-se uma parte que acompanhar uma criança de 4 anos requer confiança.
Respeito por favor, amanha pode ser você que estará passando o que passei por hoje, refém de uma burocracia da PM e do IPSM.

Priscilia.
Esposa SGT Bruno 40ºBPM

NOTÍCIA DO PAGAMENTO, OU FALTA DELE

Prezados Policiais Militares, Após permanente contato com a Secretaria da Fazenda na data de hoje, fomos comunicados neste momento que o ...