segunda-feira, 11 de abril de 2016

SOLDADO FAGUNDES MORREU: ATENÇÃO DIREITOS HUMANOS

Acabei de receber essa informação extremamente grave e triste para nossa polícia. O policial foi morto por um menor que ele havia apreendido tempos antes – morreu por ser PM. São necessárias leis mais duras e o fim da impunidade – urgente!
O soldado Fagundes morreu em Presidente Venceslau, em abordagem policial. Pai de família que combateu o bom combate. Todos esses autoriza dos assassinatos precisam ser pegos. Não podemos mais aceitar esses números.
Que Deus possa confortar a família e que os Direitos Humanos estejam presentes para apoiar os parentes que ficam com essa imensa dor.
Coronel Camilo
Com grande pesar que informamos o falecimento de mais um Policial Militar.
É com grande pesar que a Polícia Militar informa o falecimento do Soldado PAULO HENRIQUE FAGUNDES DOS REIS BAZILIO, pertencente a 3ª Companhia do 42º Batalhão de Polícia Militar do Interior, Presidente Venceslau.
Na madrugada de hoje, por volta das 5:00 horas, pela Rua Cartola de Souza Pachu, no Município de Rosana, os policiais visualizaram dois homens em uma motocicleta, em atitude suspeita e prosseguiram para tentar a abordagem, contudo, ao perceber a aproximação dos policiais, o ocupante da garupa da motocicleta sacou uma arma e efetuou um disparo contra a equipe.
O Soldado PM Paulo Henrique foi ferido na cabeça, socorrido ao Pronto Socorro mas não resistiu e faleceu.
O Policial Militar tinha 34 anos de idade e servia à sociedade paulista, na Instituição, há 6 anos.
Deixou sua família: esposa e dois filhos menores (12 e 2 anos). Seu sepultamento será em Presidente Venceslau/SP.
Em 102 dias, 27 policiais militares foram assassinados por criminosos.
A Polícia Militar do Estado de São Paulo agradece profundamente a esses nossos voluntários, que se engajaram na missão de manter a ordem e a paz.
Além do Soldado PM FAGUNDES, e dos outros 26 policiais que foram assassinados este ano, resta-nos lembrar a sociedade dos 64 policiais que foram assassinados no ano passado, dos 85 que morreram em 2014 e todos os heróis da instituição aos quais agradecemos, profundamente, as vossas vidas doadas em prol da causa pública. Viveram, lutaram e morreram, mas não em vão.
Morreram pelo povo e para proteger aqueles que nunca tiveram a possibilidade de agradecer. Mas nós agradecemos: obrigado!
Descansem em paz.


Dupla rouba carro e bate em viatura em praça do Coração Eucarístico

O veículo foi tomado de assalto no bairro Alípio de Melo, mas os suspeitos foram surpreendidos por uma viatura, tendo início uma perseguiç...