segunda-feira, 11 de abril de 2016

Presos suspeitos de assassinar sargento da PM em Betim

Suspeitos foram detidos com armas, munições, drogas, aparelhos celulares e dinheiro.
Dois homens foram presos e um adolescente apreendido na manhã deste domingo (10), no bairro Inconfidentes, em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, suspeitos de terem participado no assassinato do sargento da Polícia Militar (PM) Bruno Marcelos Porto, de 37 anos, encontrado morto no dia 11 de março, no bairro Sapucaias III, em Betim, também na Grande BH.
De acordo com a Polícia Militar, a corporação recebeu um denúncia que relatava onde estariam os autores do crime. De posse das informações, foi montado uma operação e, no local indicado, encontraram três suspeitos, além de várias armas, munições, drogas, aparelhos celulares e cerca de R$ 300 em dinheiro.
Ainda segundo a PM, no momento da abordagem, o adolescente tentou fugir, passando pela janela da casa onde estavam, mas caiu em cima do telhado vizinho. O jovem acabou se ferindo, foi detido e confessou ter participado no crime, mas que teria apentas dirigido o carro.
O homem que teria tirado a vida do sargento também foi preso na ação. O suspeito disse à polícia que estava escondido no bairro Inconfidentes por conta do assassinto. Segundo ele, no dia do crime reconheceu o policial, que já havia o prendido em outra situação. Por conta disso, rendeu o PM e o obrigou a entrar na parte de trás do carro, seguiu até uma estrada e atirou diversas vezes contra ele.
O suspeito ainda revelou que abandonou o corpo do sargento no local e vendeu a arma do crime, uma pistola .40, por cerca de R$ 5 mil a um traficante de Contagem. Na operação foi apreendido o aparelho celular que seria do militar.

O terceiro suspeito preso, segundo a PM, não teria participação na morte do sargento Bruno, mas foi preso por tráfico de drogas.
O dia da morte

O sargento Bruno Marcelos Porto tinha 37 anos e estava lotado no 40º Batalhão da PM, em Ribeirão das Neves, na Grande BH. Morava em Contagem e estava de férias. O militar já trabalhou no 33º BPM, em Betim, quando teria feito a prisão do suspeito do crime em uma abordagem.
Segundo a polícia, no dia 10 de março, o sargento foi de carro a um bar de Contagem para assistir ao jogo de Atlético e Colo-Colo (CHI), pela Copa Libertadores. Segundo testemunhas, depois da partida, ele deixou o local na companhia de um homem.
O corpo do militar foi encontrado em uma estrada de terra no bairro Sapucaias III, com marcas de tiros e sinais de violência. Ele era casado e deixou um filho.

Dez pessoas são presas durante operação de combate à criminalidade no Vale do Mucuri

Pelo menos dez pessoas foram presas, nesta sexta-feira (17), durante operação de combate à criminalidade no município de Malacacheta, no V...