quinta-feira, 17 de março de 2016

MANIFESTAÇÃO Secretário de segurança de SP é vaiado e deixa Paulista sob escolta Alexandre de Moraes dava entrevista quando foi cercado e xingado por manifestantes que protestam contra o governo de Dilma Rousseff

Alexandre de Moraes precisou ser escoltado
O secretário de segurança pública de São Paulo, Alexandre de Moraes, foi vaiado por manifestantes na avenida Paulista, em São Paulo, nesta quinta-feira (17), e teve que deixar o local escoltado por policiais.
Moraes dava entrevista quando foi cercado e xingado de "fascista", "vagabundo" e "oportunista" por manifestantes que protestam contra o governo de Dilma Rousseff.
"Cadê a polícia prendendo bandido lá na zona leste?", gritou um manifestante.

Sob vaias, Moraes precisou ser escoltado por policiais para entrar em seu carro, que foi alvo de socos e pontapés.
Antes da confusão, o secretário falava que a manifestação tem caráter pacífico, mas que a polícia terá de desbloquear a rua ainda nesta quinta por causa da manifestação pró-governo marcada para esta sexta (18).
"Todas as manifestações devem ser previamente comunicadas. Pela manhã, ao verificar que as pessoas não saíam a polícia cercou a área até para preservar a segurança dos manifestantes", disse. "O Movimento Brasil Livre fez uma convocação geral e deixamos claro que até o fim da tarde eles devem se retirar", completou.
AGRESSÃO
Mais cedo, um homem vestido de vermelho foi agredido. Manifestantes dizem que ele "era petista e provocou os agressores". A polícia interveio e retirou o homem do local.
O protesto na avenida Paulista acontece desde a noite de quarta (16), após o vazamento de uma conversa telefônica entre o ex-presidente Lula e Dilma. Na ligação, a presidente dizia a Lula que encaminharia a ele o "termo de posse" de ministro. O áudio foi anexado ao inquérito sobre o ex-presidente que tramita em Curitiba.
Segundo organizadores do movimento, aproximadamente cinco mil pessoas participam do protesto. A polícia militar não informou estimativa.

PM apreende quase 60 celulares de origem duvidosa em shopping popular de BH

Quase 60 celulares de origem duvidosa foram apreendidos por policiais militares em box no shopping Xavantes, no Centro de Belo Horizonte,...