segunda-feira, 21 de março de 2016

'Foi instinto de proteção', diz amigo de presidente da OAB morto em assalto Advogado reagiu a assalto em bar e foi morto a tiros em Passos. Cidade completaria 100 dias sem homicídio; ninguém foi preso.

Sandro Marques_OAB Passos (Foto: Reprodução EPTV)
Para o secretário-geral adjunto da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Passos (MG), o amigo Denis Provenzani de Almeida, presidente da instituição que morreu baleado após reagir ao assalto em um bar no sábado (19), quis proteger a família no dia do crime. "Foi instinto de proteção. O ladrão já chegou roubando o celular da filha e ele agiu como qualquer pai de família protegendo sua família", afirma Sandro Marques.
Na madrugada do sábado, Denis Provenzani, de 49 anos, estava em um bar na Avenida Comendador Francisco Avelino Maia, no Centro de Passos, com a mulher e a filha mais velha. A câmera de segurança do local registrou o momento em que um homem armado com um revólver, usando um capacete, se aproxima da mesa e pede o celular.
Para o amigo Sandro Marques, reação do advogado
foi instinto de proteção (Foto: Reprodução EPTV)
O criminoso pega o telefone da moça, mas em seguida, Almeida se levanta e reage, indo em direção ao suspeito. A partir daí, a câmera não registrou mais a ação, mas segundo testemunhas, Almeida tentou desarmar o assaltante. Nesse momento, o advogado levou dois tiros, que atingiram o peito e o rosto da vítima.
O advogado chegou a ser socorrido e encaminhado para a Santa Casa, mas morreu a caminho do hospital. Ele foi enterrado no início da tarde do sábado.
Marques conta que, em 2013, o presidente da OAB já tinha sido vítima de roubo. Bandidos invadiram a casa dele e ameaçaram matar a neta caso ele não entregasse o dinheiro e joias. Depois disso, parentes e amigos sempre escutaram o advogado dizer que nunca mais seria assaltado.
“Doutor Denis, infelizmente, foi vítima mais uma vez do que a gente tem visto na sociedade acontecer, é um pai de família querendo se divertir no fim de semana com sua esposa e com suas filhas sendo vítima lamentável de um homicídio”, completa Marques.
Denis Provenzani, OAB Passos, morto em assalto (Foto: Reprodução EPTV)Presidente da OAB em Passos foi morto após reagir a assalto em bar (Foto: Reprodução EPTV)
Para a vice-presidente da OAB de Passos, a morte de Almeida é uma perda irreparável. “Doutor Denis é uma pessoa ímpar, uma pessoa amiga, uma pessoa que indiscutivelmente tinha acesso a tudo. Pra nós, da OAB, nós estamos de luto. É um vazio. A figura dele pra nós é insubstituível”, lamenta Maria Lúcia Andrade Abreu.
100 dias sem mortes
Nesta semana faria 100 dias que não era registrado nenhum homicídio em Passos.  O delegado que está à frente das investigações, Danilo Gustavo Silva Costa, já tem alguns suspeitos. Ele acredita que seja a mesma pessoa que vem cometendo roubos no comércio de Passos.

“Nós trabalhamos aí com algumas pessoas, são praticantes de roubos e, inclusive, ultimamente estavam atuando bastante em Passos. Nós [ainda] temos que apurar algumas questões, mas temos alguns suspeitos”, conta.
Bar onde presidente da OAB de Passos morreu durante assalto no sábado (19) (Foto: Reprodução EPTV)Advogado estava em bar com a mulher e a filha quando assaltante chegou (Foto: Reprodução EPTV)
O delegado diz ainda que se o advogado não tivesse reagido, talvez tivesse sido só mais um assalto e não um latrocínio, que é o roubo seguido de morte. "Acredito sim que se a vítima não tivesse investido contra o agressor, não haveria o disparo. Ele talvez pegaria ali alguns objetos, talvez passaria pra outra mesa ou então ia embora. Então aquele movimento brusco da vítima levou o autor a fazer o disparo", completa o delegado.
Até a publicação desta reportagem, ninguém havia sido preso.G1MG

Dupla rouba carro e bate em viatura em praça do Coração Eucarístico

O veículo foi tomado de assalto no bairro Alípio de Melo, mas os suspeitos foram surpreendidos por uma viatura, tendo início uma perseguiç...