terça-feira, 15 de março de 2016

Em um ano, 129 mil mulheres foram vítimas de violência doméstica em Minas Abusos chegam a 353 por dia; suspeitos de agressão são companheiros ou ex (68,6%)


Por dia, 353 mulheres sofrem violência Doméstica em Minas. Durante todo o ano de 2015, foram 129.054 casos denunciados, segundo estatísticas da SEDS (Secretaria de Defesa Social) divulgadas nesta terça-feira (15). A média se manteve estável em relação a 2014, quando 131.747 mulheres denunciaram agressões - ou 360 a cada dia. 
Conforme os dados, o tipo de violência doméstica e familiar contra a mulher com mais ocorrências é a violência física (62.490 casos). Em seguida aparece a violência psicológica, como ameaça (54.939) e patrimonial (6.423). 
Houve 590 feminicídios em Minas no ano passado - média de 1,6 a cada 24 horas. Outras violências físicas listadas foram tortura, lesão corporal e vias de fato/agressão. 
Belo Horizonte concentrou 15.136 casos em 2015, enquanto teve 16.011 denúncias no ano anterior. 
Agressores
Desde 2013, quando o Diagnóstico de Violência Doméstica e Familiar nas Regiões Integradas de Segurança Pública de Minas Gerais começou a ser organizado, dois fatores se mantiveram inalterados: a prevalência de cônjuges/companheiros como agressores e a recorrência de mulheres pardas como maiores vítimas. 
Em 2015, os companheiros foram suspeitos de agressão em 38,5% dos casos; ex-companheiros em outros 30,1%; filhos e enteados (9%) e irmãos (7,9%) completam a lista. 
O recorte racial também fica evidenciado: 46% das vítimas têm cor parda; 33% são brancas e 15% são mulheres negras. 

Dez pessoas são presas durante operação de combate à criminalidade no Vale do Mucuri

Pelo menos dez pessoas foram presas, nesta sexta-feira (17), durante operação de combate à criminalidade no município de Malacacheta, no V...