quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Moradores de Esmeraldas fazem protesto em represália a morte de jovem baleado pela PM Vítima foi atingida por um tiro no tórax e chegou a ser socorrida, mas não resistiu ao ferimento

Um grupo de moradores de Esmeraldas, na região metropolitana de Belo Horizonte, fez um protesto na madrugada e manhã desta quarta-feira (17) em represália a morte de um jovem de 18 anos na noite do dia anterior na cidade. Eles fecharam algumas ruas e impediram a saída de seis ônibus do transporte público.   
Por causa do protesto, militares do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) e da Rotam (Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas) foram acionados para negociar a liberação das vias, o que aconteceu por volta de 9h.   
De acordo com a família da vítima, o rapaz saía da casa da namorada, no bairro Recreio dos Retiros, quando foi abordado por militares que faziam patrulhamento na região. Durante essa abordagem, o jovem teria sido baleado por um policial e morreu após ser socorrido à UPA (Unidade de Pronto-Atendimento) Nova Contagem.  
Já segundo o tenente-coronel Edimarcos Lopes, o Boletim de Ocorrência sobre o fato atesta que uma três policiais abordaram uma motocicleta ocupada por dois indivíduos e que, durante esta abordagem, o rapaz que estava na garupa reagiu e atirou na direção dos militares. Neste momento, dois deles teriam revidado os disparos.  
Ainda conforme o tenente-coronel, o atirador fugiu, enquanto a vítima ainda passou pela viatura policial de moto e, em seguida, caiu. Ele foi atingido por um tiro no tórax e chegou a ser socorrido pelos próprios militares, mas morreu após dar entrada na unidade de saúde.  
Após o fato, os militares foram detidos e, segundo o tenente-coronel, estão na sede do batalhão de Esmeraldas à disposição da Justiça. Eles também tiveram suas armas apreendidas.   

NOTÍCIA DO PAGAMENTO, OU FALTA DELE

Prezados Policiais Militares, Após permanente contato com a Secretaria da Fazenda na data de hoje, fomos comunicados neste momento que o ...