sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Entidades pedem permanência de delegado-chefe em Uberlândia Transferência seria por interferência política, segundo presidente da CDL. Vereadores assinaram carta de apoio a Samuel Barreto, da Polícia Civil.

Entidades pedem permanência de delegado-chefe da PC em Uberlândia (Foto: Reprodução/Câmara Municipal de Uberlândia)
Durante sessão ordinária na Câmara Municipal de Uberlândia, na manhã desta sexta-feira (19), representantes de entidades da cidade manifestaram o pedido de permanência do delegado-chefe do 9º Departamento de Polícia Civil, Samuel Barreto, no cargo que atualmente ocupa. O G1 entrou em contato por telefone com o delegado para confirmar as possíveis mudanças na delegacia regional, mas ele preferiu não se pronunciar sobre o assunto.
Sobre o motivo desta alteração, o presidente da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Cicero Heraldo Novaes, falou nesta manhã na plenária da Câmara que o delegado regional deve ser transferido de cidade por causa de interferência política. “A gente se sente igual marido traído, por sermos os últimos a saber da saída dele por motivos políticos e não por mérito. Um político está solicitando a saída por problemas do partido, porque ele acha que deve colocar alguém que represente o partido”, justificou. O G1 também tentou contato com o presidente da CDL para mais detalhes sobre a situação, mas as ligações não foram atendidas.
O pedido de permanência de Samuel Barreto foi feito por dez entidades, incluindo as que formam o G7 - grupo composto por dirigentes de entidades de representação de classe como Associação Comercial e Industrial de Uberlândia (Aciub), CDL, Federação das Indústrias do Estado de Minas (Fiemg), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Uberlândia, entre outros – além do apoio dos vereadores da Casa.
Delegado-chefe de Uberlândia, Samuel Barreto (Foto: Caroline Aleixo/G1)Delegado-chefe da Polícia Civil de Uberlândia,
Samuel Barreto (Foto: Caroline Aleixo/G1)
Além do ofício feito pelas entidades, foi elaborada uma carta de apoio por parte da Câmara. A carta foi redigida nesta manhã, durante a 5ª sessão deste ano, e recebeu a assinatura de todos os vereadores.
Os documentos serão enviados pela CDL a Belo Horizonte, entre esta sexta e sábado (20), para apreciação da chefe de Polícia Civil do Estado de Minas Gerais Andréa Cláudia Vacchiano, o ouvidor da polícia Paulo Vaz Alkimin, o secretário de Estado de Casa Civil Marco Antônio de Rezende, o presidente da Assembleia de Minas, Adalclever Lopes, o líder do governo Durval Ângelo Andrade e o secretário de Governo, Odair José Cunha.
No ofício é defendida a permanência de Barreto pela excelência no trabalho desempenhado na área de segurança pública da região, que poderia deixar a desejar caso o delegado fosse transferido.G1MG

NOTÍCIA DO PAGAMENTO, OU FALTA DELE

Prezados Policiais Militares, Após permanente contato com a Secretaria da Fazenda na data de hoje, fomos comunicados neste momento que o ...