sábado, 2 de janeiro de 2016

Vem aí. ..

Amigos, em tempos de turbulência como agora, em que o Estado anuncia atraso no primeiro pagamento de 2016, é necessário um posicionamento firme perante o governo, pois não aceitaremos atrasos, como não podemos faltar e nem atrasar ao chamamento da população. A voz que será ouvida nesse momento são de entidades de classe sérias e sem ligação ideológica com o Governo. Comandos e chefias tem seus interesses e sua ligação natural com o chefe da Instituição, o Governador.

Por isso estamos apresentando, também nesse início de ano, a ÁMEM – Associação dos Militares Estaduais Mineiros, com a função de agregar e unir o quanto mais nossos públicos. Vamos precisar disso ao contrário das discórdias fomentadas historicamente, muitas vezes por quem quer nos enfraquecer. Por isso mesmo ouvimos falar de praças X oficiais, QPM X QOS, Reserva X Ativa. Aos militares não interessa essa divisão. Isso enfraquece e quando perdemos algo, perdemos todos. Nada na ativa é mais importante que nossa paridade e nossa previdência. Não permitiremos perder nosso poder de compra, conquistado à duras penas.

Para tanto a ÁMEM apresenta um novo modelo de entidade, onde o colegiado decide e esse colegiado é misto entre Oficiais e Praças. A maioria decide e as decisões são sempre em prol da classe como um todo e não de grupos específicos. As Corporações Militares tem sua hierarquia e disciplina, mas a ÁMEM entende que o motivo da existência de uma Associação são os interesses da maioria dos militares e assim vai conduzir seus trabalhos daqui pra frente.

Dupla rouba carro e bate em viatura em praça do Coração Eucarístico

O veículo foi tomado de assalto no bairro Alípio de Melo, mas os suspeitos foram surpreendidos por uma viatura, tendo início uma perseguiç...