sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

RECONHECIDO Suspeito de matar PM que escoltava governador é preso no centro de BH Crime teria acontecido em julho de 2015; havia mandado de prisão contra o homem


Um homem de 31 anos foi preso, no centro de Belo Horizonte, na noite dessa quinta-feira (21), suspeito de ter matado um policial militar, em setembro de 2015.
Policiais militares em patrulha reconheceram o suspeito e o detiveram no cruzamento entre as ruas Curitiba e Oiapoque. Como havia um mandado de prisão contra ele, o homem foi encaminhado para delegacia.
Segundo a Polícia Civil, a investigação da morte do policial já foi concluída e o delegado Júlio Zica, da 2ª Delegacia de Polícia Civil Sul remeteu para a Justiça o processo, na época. Eram dois suspeitos, esse que foi preso nessa quinta e um outro. Os dois já tinham sido presos, mas o suspeito que foi detido novamente, tinha conseguido ser solto, já que o prazo da prisão temporária (30 dias no máximo) tinha expirado.
Relembre o caso
O sargento da Polícia Militar Fábio Tadeu Cunha, de 50 anos, foi baleado durante uma tentativa de assalto no bairro Gutierrez, na região Oeste de Belo Horizonte, no dia 29 de julho de 2015. Cunha era do Gabinete Militar do Governador e trabalhava na escolta do ex-governador Alberto Pinto Coelho (PP).
O sargento foi surpreendido pelos assaltantes na rua Almirante Alexandrino, no momento em que dirigia o veículo oficial. Ele regiu à abordagem e foi baleado no abdômen.
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e socorreu o policial até o Hospital João XXIII, no centro da capital. Ele passou por cirurgia e ficou internado por cerca de 15 dias, quando foi confirmada a morte do sargento.
Atualizada às 9h30

Dupla rouba carro e bate em viatura em praça do Coração Eucarístico

O veículo foi tomado de assalto no bairro Alípio de Melo, mas os suspeitos foram surpreendidos por uma viatura, tendo início uma perseguiç...