sexta-feira, 25 de dezembro de 2015

Homem de 50 vigiava posto de combustível abordado na noite de Natal. Filho policial tentou reanimar o pai enquanto aguardava Samu.

Um empresário do setor de segurança morreu durante trabalho em um posto de combustíveis na noite de quinta-feira (24), em Uberaba. O homem de 50 anos prestava serviços de vigia ao estabelecimento, situado no Bairro Valim de Melo, e enfartou após troca de tiros e perseguição a sete pessoas que tentaram roubar o posto de combustíveis.
Por telefone, o filho relatou que passou no estabelecimento para desejar feliz Natal ao pai. Ao suspeitar de cinco homens que observavam o posto de dentro de um carro, o filho, que também é policial, resolveu ficar com o pai. O grupo foi embora e retornou com mais duas pessoas em uma moto. Todos estavam encapuzados. Durante tentativa de assalto, pai e filho reagiram e perseguiram os suspeitos, que fugiram.
Na volta ao posto, o segurança passou mal e caiu. O filho e um bombeiro que passava pelo local tentaram reanimar o homem enquanto aguardavam o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Os suspeitos ainda retornaram ao local, mas não foram pegos. Os médicos tentaram reanimar a vítima por 38 minutos, mas não obtiveram sucesso.
O Samu confirmou o óbito por infarto. Os suspeitos não conseguiram assaltar o estabelecimento e ainda não foram localizados pela Polícia Militar.Fonte

Uso do Exército para combater crime triplica desde 1990

O chefe de operações conjuntas do Ministério da Defesa diz que a maioria das ações de combate à criminalidade nos anos 1990 tinha como c...