terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Governo de MG confirma pagamento de funcionalismo nesta quinta-feira

A Cidade Administrativa traduz a modernidade dos traços do arquiteto (Foto: Reprodução/TV Globo)

A informação partiu da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão.
Nesta terça (6), deputados de oposição afirmaram que há dinheiro.

O recém-eleito governo de Minas Gerais confirmou que o pagamento do funcionalismo público será feito nesta quinta-feira (8). De acordo com nota divulgada na tarde desta terça (6) pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão, os salários serão quitados no quinto dia útil do mês, como havia sendo feito pelo governo anterior.
O anúncio foi feito horas depois que deputados estaduais, agora da base de oposição, afirmaram, em entrevista coletiva, que há dinheiro em caixa para realizar o pagamento dos servidores.
Funcionalismo público
Na última quinta-feira (1), dia da posse do governador Fernando Pimentel (PT), o secretário de Estado de Planejamento e Gestão Helvécio Magalhães afirmou que o governo não tem “mais que R$ 700 milhões em caixa”. “Nós temos uma folha de pagamento de quase R$ 2 bilhões pra pagar na semana que vem. A notícia é que nós não temos mais do que R$ 700 milhões em caixa, mas vamos verificar com calma”, disse.
Já o ex-governador Alberto Pinto Coelho (PP) afirmou, em entrevista coletiva no dia 30 de dezembro, que há dinheiro suficiente para pagar os salários do funcionalismo público em dezembro e em janeiro.
Magalhães falou que o pagamento dos funcionários públicos seria prioridade neste primeiro momento. “Nós queremos já aproveitar pra tranquilizar os servidores, a prioridade absoluta do governador Pimentel é o pagamento da folha, na semana que vem, que é quase R$ 2 bilhões e não temos ainda os recursos em caixa”, disse.
Na ocasião, o governo de Minas enviou nota, informando que "as secretarias de Fazenda e de Planejamento e Gestão estão realizando todos os esforços para que o depósito seja realizado na data prevista".
A ex-secretária de Estado de Planejamento e Gestão Renata Vilhena e o ex-secretário de Estado de Fazenda Leonardo Colombini chegaram a se pronunciar, por meio de nota, dizendo que a atual gestão do governo estadual “conta com recursos no valor de R$ 3,98 bilhões, sendo R$2.236.170.926,03, de livre utilização, valor suficiente para quitar a folha do funcionalismo de dezembro”.
Do G1 MG

Dez pessoas são presas durante operação de combate à criminalidade no Vale do Mucuri

Pelo menos dez pessoas foram presas, nesta sexta-feira (17), durante operação de combate à criminalidade no município de Malacacheta, no V...